Olhar Conceito

Sexta-feira, 19 de julho de 2024

Notícias | Literatura

Achado

Mais de seis mil livros são encontrados em teatro nunca ativado da AML e serão doados

Foto: Reprodução

Livros encontrados

Livros encontrados

Um teatro abandonado com mais de seis mil livros esquecidos dentro. Dentre os livros, obras raríssimas, como os oito volumes de obras de Dom Aquino. Foi isso que o presidente da Academia Mato-Grossense de Letras (AML), Eduardo Mahon, encontrou quando abriu as portas do teatro nunca ativado que a Academia recebeu do governo, junto com uma biblioteca, para extensão de sua área.




O achado trouxe uma grande oportunidade para a distribuição de livros para a população. Eles foram organizados, separados por volumes e, infelizmente, alguns não estavam mais em condições de serem lidos. Os que estavam, no entanto, tiveram um destino proveitoso.

Leia mais:
 Cáceres e Tangará da Serra lotam Casa Barão de Melgaço para prestigiar novo imortal; Veja fotos
Visitantes da exposição da AML irão ganhar exemplares de obras raras; Entenda

Estudantes de letras que vieram para a posse de Agnaldo Rodrigues da Silva, na noite de ontem (30), foram agraciados com exemplares. Foram cinquenta alunos de letras de Tangará da Serra e cinquenta de Cáceres que tiveram a oportunidade de escolher quais livros queriam levar para casa. Para os quarenta professores e pesquisadores presentes, foram distribuídos os oito volumes de livros de Dom Aquino. Além deles, outros presentes também puderam voltar para casa com um livro de presente. Ou trinta e oito livros, como foi o caso de uma jornalista.

A iniciativa de doar livros não foi excepcional. Mesmo antes de acharem essa grande quantidade dentro do teatro, a Academia, junto com a secretaria de cultura, tinha o hábito de doar livros, como é o caso da coleção "Obras raras da literatura mato-grossense". No entanto, como a quantidade era pequena, eles iam apenas para formadores de opinião (professores, pesquisadores e jornalistas).

Mesmo após a distribuição desta quarta-feira (30), mais de três mil livros ainda não foram doados. A segunda etapa, portanto, será mandar parte para a Rede Central de Bibliotecas de Mato Grosso. "Mato Grosso tem mais de cem bibliotecas. Nós vamos mandar os livros e eles serão distribuídos a partir da central", conta Mahon. 



Os ainda remanescentes ficarão estocados para serem distribuídos em outras oportunidades, como por exemplo na outra posse que acontecerá ainda este semestre, ou no Encontro Regional de letras de Mato Grosso, que será organizado pela UFMT e sediado pela Academia.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet