Olhar Conceito

Terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias / Dr. Juliano Slhessarenko - Cardiologia

Clima extremo e seu coração: cardiologista explica porque o calor pode ser fatal

Dr. Juliano Slhessarenko

13 Set 2019 - 17:04

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Clima extremo e seu coração: cardiologista explica porque o calor pode ser fatal
Quando as temperaturas externas aumentam (ou você se muda para um clima quente), seu coração precisa bater mais rápido e se esforçar mais para bombear sangue para a superfície da pele para ajudar a suar e esfriar o corpo.  Se o seu corpo não consegue se resfriar o suficiente, a pressão é exercida sobre o coração e os órgãos podem começar a sofrer danos - uma condição potencialmente fatal, conhecida como insolação.

Leia também:
Mais de 30% dos óbitos no Brasil são provocados por doenças cardiovasculares, diz especialista

Qualquer pessoa pode sofrer insolação, mas pessoas com doenças cardíacas e outras doenças cardiovasculares correm maior risco.  Se você tem uma doença cardíaca, seu coração pode não ser capaz de trabalhar mais com o calor para manter a temperatura corporal mais baixa.  Se você tem um bebê ou criança pequena com doença cardíaca congênita complexa, tente evitar expor seu filho a temperaturas extremamente altas.
 
Alguns medicamentos prescritos para pacientes com problemas cardíacos reduzem a água na corrente sanguínea.  Esses medicamentos podem reduzir a capacidade de uma pessoa se refrescar no calor.  Se você recebeu diuréticos ou betabloqueadores, pergunte ao seu médico sobre níveis seguros de água para beber em condições quentes versus temperaturas mais amenas.
 
Sintomas de exaustão pelo calor
 
A exaustão pelo calor é uma forma de doença causada pelo calor que pode levar à insolação.  Os sintomas incluem:
 
Sudorese intensa com pele fria e úmida
Fadiga
Náusea
Desmaio
 
Dicas para permanecer seguro no calor
 
Todo mundo está em risco com o calor elevado, mas os riscos são ainda maiores para aqueles com doença cardíaca ou pressão alta. Algumas dicas simples podem ajudar a evitar a exaustão pelo calor e a insolação com risco de vida.
 
Lembre-se: embora a insolação possa ocorrer após um curto período de tempo em altas temperaturas, a exaustão pelo calor resulta de dias de exposição ao calor elevado e pode progredir para insolação. Ondas de calor - longos períodos de clima quente - podem deixá-lo doente mais lentamente e dificultar a percepção da gravidade de seus sintomas. Lembre-se de como você se sente todos os dias durante uma onda de calor.
 
Seja um dia quente ou uma onda de calor, lembre-se dessas dicas para manter a calma e a segurança.
 
1. Evite atividades físicas vigorosas em alta temperatura. Não vale a pena arriscar sua vida por nenhum programa de tarefas ou exercícios. Faça planos para concluir uma tarefa quando o tempo esfriar. Mova seu programa de exercícios para uma academia ou piscina coberta. 

2. Mantenha-se hidratado com água potável e bebidas esportivas que contêm eletrólitos.  A água é fundamental para todas as funções do seu corpo. Os eletrólitos não apenas ajudam a equilibrar a hidratação em seu corpo, mas também ajudam a manter o sistema elétrico natural do corpo que governa o batimento cardíaco funcionando corretamente. 
 
3. Evite cafeína e álcool.  Essas bebidas podem contribuir para a desidratação. 

4. Escolha um ambiente mais fresco. Ligue o seu ar condicionado. Se você não possui ar-condicionado, use ventiladores e aplique periodicamente água fria na pele. Se a sua casa ainda não estiver fresca o suficiente, vá a um shopping com ar-condicionado, casa de amigos ou biblioteca - em qualquer lugar que seja frio o suficiente para manter a temperatura corporal dentro da faixa normal. Além disso, se você não conseguir sair de casa, não tenha vergonha de pedir ajuda a amigos, familiares ou serviços locais. 
 
5. Use roupas leves e de cor clara. Roupas de cores claras refletem os raios do sol, em vez de absorvê-los como roupas escuras. Tecidos pesados ​​retêm o calor do corpo, enquanto tecidos leves permitem que o calor escape e permitem que seus processos naturais de transpiração o refrigerem.
 
6. Não saia sem protetor solar. Aplique protetor solar antes de sair. 
 
Os dias de muito calor, típicos dessa época do ano em nossa região, aumentam o risco de morte devido a doenças cardiovasculares, especialmente nas pessoas com mais de 50 anos de idade.
 
As altas temperaturas aumentam a espessura da parede arterial do sangue, fazendo subir a pressão e a frequência cardíaca, elevando assim o risco de sofrer um infarto ou de ter um derrame.
 
O risco aumenta quando as temperaturas passam de 32ºC,  além de ser mais grave para quem já sofre com colesterol alto e hipertensão arterial, o risco também se eleva para pessoas que apresentam pressão alta uma vez ou outra, e por isso todos devem se proteger do calor e ter ainda mais atenção à sua pressão.
 
Sinais de alerta

 
Nos dias de muito calor, fique atento aos seguintes sinais que podem indicar um infarto ou AVC:
 
Dor no peito que pode irradiar para o braço, para as costas ou para o queixo
Sensação estranha na garganta;
Ansiedade;
Batimento cardíaco acelerado;
Tontura ou dor de cabeça.
Ao observar estes sintomas deve-se tentar sentar a vítima, afrouxar suas roupas e encaminhá-la a um hospital.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Redes Sociais

Sitevip Internet