Olhar Conceito

Terça-feira, 21 de maio de 2024

Notícias | Saúde e Beleza

contato com a natureza

Para comemorar Dia do Yôga, professora faz aula gratuita no Parque Mãe Bonifácia

Foto: Arquivo pessoal

Para comemorar Dia do Yôga, professora faz aula gratuita no Parque Mãe Bonifácia
A professora de Yôga, Marielly Camargo, que se formou na primeira universidade do SwáSthya Yôga no Brasil, a Uni-Yôga, planejou uma aula especial para comemorar o Dia do Yôga com momentos de autossuperação, vitalidade e contato com a natureza na praça principal (perto do coreto) do Parque Mãe Bonifácia, em Cuiabá, neste sábado (24), às 9h.


Leia também
Prática do yôga trabalha todo o corpo, trazendo bem-estar, saúde e autoconhecimento


O aulão é gratuito e indicado para todos que quiserem conhecer um pouco mais da prática. Marielly contou que o pedido de uma aula externa veio dos alunos, que gostam da energia e bem-estar proporcionada. 

Como o Dia do Yôga foi celebrado na quarta-feira (21), a professora decidiu fazer a “comemoração” ao ar livre no final de semana. Apesar de ser formada em Biologia e Direito, Marielly encontrou a realização profissional no Yôga e há mais de 15 anos ajuda a espalhar os benefícios da prática. 

“Fizemos por muitos anos e agora decidimos retomar. Vários alunos pediram por essa comemoração no parque. É muito bom ter esse momento de contato com a natureza, fazer a prática na grama e aproveitar o ar puro”. 

Ela explica que a aula pode ser feita por pessoas que nunca praticaram Yôga ou por quem já tem familiaridade com a prática. Para ela, o Yôga é algo que pode ser somado a outras atividades físicas, além de ser um exercício que cuida do corpo e da mente. 

“Yôga é o que me dá prazer e bem-estar. É muito gratificante e satisfatório ver o aluno terminar a aula e dizer que melhorou a ansiedade ou a disposição. Alguns dizem que praticam esportes como natação ou academia e viram melhoras também. Não tem preço levar isso para os alunos”. 
 

SwáSthya Yôga

A palavra SwáSthya vem do sânscrito e significa auto-suficiência, saúde, bem-estar, conforto e satisfação. A prática completa deste tipo de Yôga é dividida em oito partes, sendo elas:  mudrá, gesto reflexológico feito com as mãos; pújá, retribuição de energia; mantra, vocalização de sons e ultrassons; pránáyáma, expansão da bioenergia através de respiratórios; kriyá, atividade de purificação das mucosas; ásana, técnicas orgânicas e yôganidrá, técnica de descontração.

“O SwáSthya Yôga é muito completo e trabalha diversas áreas além dos pránáyámas e exercícios respiratórios, limpeza orgânica, aquietamento e a meditação, mas também as técnicas corporais de fortalecimento, resistência e flexibilidade. Todo esse conjunto de técnicas é para te ajudar no objetivo do Yoga que é o autoconhecimento”, explicou ao Olhar Conceito. 

Para Marielly, a falta de informação sobre a prática faz com que muitos acreditem que Yôga é uma atividade apenas de meditação ou alongamento. No entanto, ela reforça que a atividade física é intensa e trabalha todas as partes do corpo, além de definir a musculatura, ajuda na flexibilidade e respiração.

“Muitas pessoas querem só meditar ou fazer só uma técnica, e eu dou um exemplo, quem quer só meditar, é como se fosse numa academia e pedisse para treinar só braço. Então tem que ser completo, você precisa treinar o seu corpo todo, assim como no yôga. Todo yôga tem meditação, a gente não tira nenhuma parte da aula porque a gente precisa de todo o contexto para chegar no objetivo”, disse.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet