Olhar Conceito

Sexta-feira, 19 de agosto de 2022

Notícias | Diversão e Lazer

PIONEIRO EM MT

Cuiabano que já dividiu palco com Thiago Ventura e Renato Albani faz seu primeiro show solo de comédia

Foto: Arquivo Pessoal

Cuiabano que já dividiu palco com Thiago Ventura e Renato Albani faz seu primeiro show solo de comédia
Imerso na comédia Stand Up desde 2016, Marcos Vinicius Amorim Pereira Leita, de 28 anos, é nascido e criado em Cuiabá e tem uma empresa de marketing digital. Porém, é nos palcos que ele se sente pleno e com a sensação de missão cumprida.

 Leia mais: 
"Não sabia se tremia de frio ou emoção", diz estudante que subiu ao palco e ganhou escapulário de Zé Neto; veja vídeo

Pioneiro no trampo da comédia em Mato Grosso, Vini começou após concurso de humor no Shopping Pantanal, no qual foi vice-campeão. "Quando eu subi no palco pela primeira vez foi a sensação de falar aqui é minha vida, é aqui onde tenho que estar todos os dias, em cima do palco de stand up comedy”, contou ao Olhar Conceito.  

Agora, neste sábado (28), ele apresentará seu primeiro show solo de comédia, no Cine Teatro Cuiabá. “A vida de Vini” tem um texto que retrata de forma cômica as histórias e experiências do humorista. Os ingressos já estão à venda por R$ 15, meia e R$ 30 inteira.  
 

Questionado sobre quando a comédia entrou em sua vida, Vini foi assertivo e pontuou que desde a infância percebeu uma conexão forte com o humor, pois sempre “conseguia deixar o ambiente mais agradável para as pessoas”. Mesmo sem saber o que era, ele se “alimentava” do que via na TV, por meio dos programas do Faustão e Ana Hickmann, que tinham quadros apresentados por comediantes.  

“Lá tinham comediantes de stand up e eu não sabia o que era na época, mas lembro que quando era criança e as outras brincavam, eu parava pra olhar a comédia e ficava fissurado vendo aquilo”, disse. 

Já na vida adulta, o ano de 2016 foi um divisor de águas para Vini. O Shopping Pantanal realizou um concurso de comédia e ele logo se inscreveu. A prerrogativa de participação era um vídeo de inscrição e um texto de cinco minutos. Como já tinha um vídeo viralizado tempos antes, o trabalho foi em desenvolver um texto capaz de tirar o sorriso das pessoas e do concurso.  

“Eu tinha um vídeo viral na época que eu tinha saído do Exército e no vídeo falei sobre as verdades e experiências que passei por lá. Além disso, tive que escrever um texto de cinco minutos pra apresentar. Fiz um texto com as coisas da minha cabeça com o que achei engraçado, sem saber segredos cômicos, técnicas, nada. Fiz o texto, juntei vários amigos no fundo de casa e apresentei a eles. O que eles riam, eu guardava. O que eles não riam, eu tirava. Assim fui montando o texto de cinco minutos”.  



O experimento de juntar os amigos para testar o texto deu certo e Vini foi vice-campeão do concurso. Ali, em cima do palco, ele se sentiu bem, pleno e leve. Foi então que decidiu ser esse o caminho que sua vida iria trilhar.  

“Escolhi esse caminho porque é na comédia que eu consigo me sentir bem, me sentir ‘eu’, me sentir leve. É uma coisa que entendi que uma das minhas missões é deixar o dia das outras pessoas mais leves, mais suaves. Falar para as pessoas o que elas gostariam de falar em cima do palco que elas se identificam bastante”. 



De lá pra cá, se dedicou intensamente em projetos e atividades com a comédia. Seguindo seu sonho e trilhando o caminho do que gosta, Vini já fez a abertura para show dos comediantes brasileiros mais “estourados” no cenário nacional. O cuiabano já abriu apresentações de nomes como Afonso Padilha, Fábio Rabin, Thiago Ventura, Renato Albani, Emerson Ceará, entre outros humoristas de peso. 



Essa expansão de reconhecimento em Cuiabá, o levou a somar sonhos e objetivos a serem alcançados. “O foco ainda é lotar aqui na minha cidade. Deles irem me assistir e falarem: nossa que bom que tem alguém bom nos representando. Porque a maioria ou fica só no regional ou vai para o nacional e esquece nós. Mas isso é decisão minha. Levar o nome do Cuiabá e MT para fora, como Afonso leva de Cutiriba, Windherson do Piaui Thiago de SP”.  

“Planos futuros sempre serão os mesmos de quando comecei, lotar um teatro com 300 pagantes que foram ali para me ver. Sei lá, 100 amigos meus e 200 pessoas que não me conhecem já está bom. Mas eu queria muito que pessoas desconhecidas lotassem um teatro para me assistir. Acredito que o Cine Teatro será o primeiro, pois foi onde tudo começou na minha vida. Onde me apresentei cinco minutos com artista nacional, Afonso Padilha, um dos meus padrinhos do stand up”, acrescentou.  

O trampo de Vini também se estendeu para oportunidades àqueles que se interessaram em iniciar no mundo do humor. Ele idealizou projeto em uma barbearia na Capital, a Hoolligans, onde jovens talentos têm espaço para apresentarem seus textos à um público reduzido. Como se fosse um laboratório para o Stand Up em MT.  

“O projeto funciona em duas ou três quintas do mês, depende da quantidade de show para quantidades de quita. A gente abre aqui na Hooligans, ingresso é R$ 15 e sempre chamamos pessoas novas para eles se apresentarem. Eles ganham um espaço de 5 a 10 minutos para se apresentarem”.  

Vini também disse que seu sonho, além de lotar teatros na capital e no país, é levar o nome de Cuiabá e Mato Grosso para fora. Explorar e apresentar de forma cômica tudo que sua terra tem a oferecer. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet