Olhar Conceito

Sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Notícias / Artes Cênicas

PRINCIPAL DE MT

Em 32 anos de história, Cena Onze contemplou 13,5 mil pessoas em projetos culturais e montou mais de 40 espetáculos

Da Redação - José Lucas Salvani

27 Abr 2021 - 14:21

Foto: Reprodução/Divulgação

Em 32 anos de história, Cena Onze contemplou 13,5 mil pessoas em projetos culturais e montou mais de 40 espetáculos
Em seus 32 anos de história, a Companhia de Teatro Cena Onze contemplou 13,5 mil pessoas com seus projetos culturais e montou mais de 40 espetáculos.  As ações do grupo têm o objetivo de usar a arte como ferramenta da educação, atuando no resgate do ser humano, no enfrentamento do uso de álcool e drogas, na elevação da autoestima das pessoas em situação de vulnerabilidade social e na intensificação da educação ambiental.

Leia também:
Diretor do Cena Onze afirma que atores só voltam aos palcos quando houver vacina contra coronavírus

“O mais forte no grupo é a diversidade de pessoas que o compõem, fazendo com que todos trabalhem com o coração e auxiliem de forma positiva para a evolução. Então, para nós, é um momento feliz e precisamos agradecer às empresas, às pessoas e à imprensa, que têm nos ajudado a alcançar o resultado que temos hoje”, declara Flávio Ferreira, diretor da companhia.

Em 2011, a companhia se tornou uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) e passou a administrar os abrigos “Casa da Criança Cuiabana” e “Nosso Lar”. Já em 2016, integrou a gestão compartilhada do Cine Teatro Cuiabá, espaço que já atingiu a marca de 110 mil visitantes presenciais e mais de 100 mil visualizações no YouTube.

O Cena Onze, graças a uma parceria com a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) e Associação dos Artistas Amigos da Praça (ADAAP), conseguiu criar a primeira faculdade de teatro do Estado, a MT Escola de Teatro.

Já ao longo de 2020, o Cena Onze precisou lidar com a nova realidade apresentada pela pandemia do novo coronavírus. Sem poder se apresentar presencialmente nos palcos, a companhia optou por investir em performances online, garantindo segurança aos atores. Em novembro daquele mesmo ano, Flávio afirmou que eles só retornam quando todos estiverem vacinados.

“O teatro que nós fazemos na MT Escola Teatro e Cena Onze é o teatro digital. Nesse momento, enquanto não houver uma vacina, nós não faremos espetáculos presenciais. (...) Vamos manter essa forma de espetáculo e aprendizado até que se tenha uma vacina. Não temos como dar garantias para os atores e atrizes se não for dessa forma”, explica ao Olhar Conceito.

Todo o processo tem sido de grande aprendizado seja para os profissionais ou para aqueles que ainda iniciam uma carreira no teatro por meio de uma formação. Flávio pontua que as lições aprendidas valem a nível nacional e confessa que houve uma resistência inicial de se trabalhar dessa forma, mas percebe bons resultados por parte dos alunos por meio da Mostra de Cenas, realizada este ano de forma digital.

O Cena Onze pretende estar levando o formato digital para o pós-pandemia, de forma que se mescle com o presencial. A ideia é conseguir poder levar espetáculos para diversos lugares de uma maneira muito simples do que uma tradicional turnê pelo país ou, em determinados casos, pelo mundo. “Ganhou-se muito em função das ferramentas eletrônicas e plataformas que surgiram e são muito bem utilizadas. Nós vemos hoje o teatro além do presencial. O digital vai continuar. Não tem mais como se fazer sem ser assim”, conta.

Outras contribuições

Entre as principais contribuições para a sociedade, há cursos e oficinas de teatro, dança, circo, artesanato, pintura, palestras, tudo com foco na prevenção ao uso e abuso de álcool e outras drogas, uso sustentável dos recursos naturais, reciclagem e ecologia, educação para o trânsito, produção de vídeos e livros, que acontecem nos mais diversos locais, como centros comunitários, centros de convivência, presídios, escolas públicas, casas-abrigo, comunidades terapêuticas, Aterro Sanitário (Lixão) e Aldeia Xavante Nova Esperança.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet