Olhar Conceito

Notícias / Dr. Juliano Slhessarenko - Cardiologia

Dr. Juliano Slhessarenko

"Dormir mal não faz bem ao coração", alerta cardiologista

Dr. Juliano Slhessarenko

23 Fev 2021 - 09:45

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Cardiologista intervencionista. Doutor em cardiologia pela USP; Atendimento: Clinmed (65) 30559353, Clínica Coração em Dia (65) 99624-1928 e Espaço Piu Vita (65)30567800

Cardiologista intervencionista. Doutor em cardiologia pela USP; Atendimento: Clinmed (65) 30559353, Clínica Coração em Dia (65) 99624-1928 e Espaço Piu Vita (65)30567800

A maioria dos adultos precisa de pelo menos 7 horas de sono por noite. No entanto, mais de 1 em cada 3 adultos brasileiros  dizem que não dormem a quantidade recomendada. Embora isso possa ser bom por um ou dois dias, não dormir o suficiente  com o tempo, pode levar a sérios problemas de saúde - e piorar certos problemas de saúde.

Leia mais:
Cardiologista inaugura clínica no CPA com preços mais acessíveis para se tornar novo centro de referência
 
Que condições de saúde estão associadas à falta de sono?
 
Adultos que dormem menos de 7 horas por noite têm maior probabilidade de dizer que tiveram problemas de saúde, incluindo ataque cardíaco, asma e depressão. Alguns desses problemas de saúde aumentam o risco de doenças cardíacas, ataque cardíaco e derrame.  Esses problemas de saúde incluem:
 
Pressão alta: durante o sono normal, sua pressão arterial desce. Ter problemas de sono significa que sua pressão arterial permanece elevada por um longo período de tempo. A pressão arterial elevada é um dos principais riscos de doenças cardíacas e derrame.  Cerca de 75 milhões de brasileiros - 1 em cada 3 adultos - têm pressão alta.

Diabetes tipo 2: a diabetes é uma doença que faz com que o açúcar se acumule no sangue, uma condição que pode danificar os vasos sanguíneos.  Alguns estudos mostram que dormir bem o suficiente pode ajudar as pessoas a melhorar o controle do açúcar no sangue.

Obesidade: a falta de sono pode levar a um ganho de peso prejudicial à saúde.  Isso é especialmente verdadeiro para crianças e adolescentes, que precisam dormir mais do que os adultos.  Não dormir o suficiente pode afetar uma parte do cérebro que controla a fome.

Que condições de sono podem prejudicar a saúde do meu coração?

Com o tempo, problemas de sono podem prejudicar a saúde do coração.
 
A apnéia do sono ocorre quando as vias respiratórias são bloqueadas repetidamente durante o sono, fazendo com que você pare de respirar por curtos períodos de tempo.  A apnéia do sono pode ser causada por certos problemas de saúde, como obesidade e insuficiência cardíaca.
 
A apnéia do sono afeta a quantidade de oxigênio que seu corpo obtém enquanto você dorme e aumenta o risco de muitos problemas de saúde, incluindo pressão alta, ataque cardíaco e derrame.  É mais comum entre negros, hispânicos e nativos americanos do que entre brancos.
 
A insônia refere-se à dificuldade em adormecer, permanecer dormindo ou ambos.  Até 1 em 2 adultos sofre de insônia de curta duração em algum momento, e 1 em cada 10 pode ter insônia de longa duração. A insônia está ligada à hipertensão e doenças cardíacas.  Com o tempo, o sono insatisfatório também pode levar a hábitos prejudiciais à saúde que podem ferir seu coração, incluindo níveis mais elevados de estresse, menos motivação para ser fisicamente ativo e escolhas alimentares pouco saudáveis.
 
O que posso fazer para dormir melhor?
 
Siga um horário regular de sono. Vá para a cama no mesmo horário todas as noites e levante-se no mesmo horário todas as manhãs, inclusive nos fins de semana.

Obtenha luz natural suficiente, especialmente no início do dia. Experimente fazer uma caminhada matinal ou na hora do almoço.

Faça bastante atividade física durante o dia. Tente não se exercitar algumas horas antes de deitar.

Evite luz artificial, especialmente algumas horas antes de deitar. Use um filtro de luz azul em seu computador ou smartphone.

Não coma ou beba algumas horas antes de deitar; evite álcool e alimentos ricos em gordura ou açúcar em particular.

Mantenha seu quarto fresco, escuro e silencioso.

Trabalhe com sua equipe de saúde para identificar obstáculos para um bom sono, incluindo outras condições médicas.
 
A gradativa redução nas horas de sono da população, em função do excesso de atividades do dia-a-dia, pode afetar não só o equilíbrio emocional ou a capacidade de raciocínio e aprendizagem do indivíduo, mas também a sua saúde cardíaca.
 
Dormir menos do que 7 horas pode ocasionar prejuízo cardiovascular com o passar do tempo, já que favorece o surgimento de doenças, como hipertensão, diabetes e obesidade, o que aumenta o risco de infartos e AVCs.
 
Quando dormimos há um momento de repouso do nosso sistema cardiovascular, no qual tanto a frequência cardíaca, quanto a pressão arterial são reduzidas. Esse processo é muito importante para a saúde do coração. Por essa razão é que diversos estudos mostraram que a privação do sono aumenta o risco de hipertensão arterial. Com a pandemia o estresse e vários fatores a insônia se tornou mais comum em nossos consultórios.

Serviço 
 
Avenida Ribeirão Preto, 17, CPA 1
CEP 78055-080
Telefone: 30231800, 999142255 ou 996241928

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet