Olhar Conceito

Terça-feira, 30 de novembro de 2021

Notícias / Literatura

PRIMEIRO LIVRO

Jovem cuiabana de 21 anos lança romance adolescente que se passa em Cuiabá

Da Redação - José Lucas Salvani

16 Dez 2020 - 14:10

Foto: Reprodução

Jovem cuiabana de 21 anos lança romance adolescente que se passa em Cuiabá
A jovem cuiabana, Julia Maizman, de 21 anos, lança na próxima sexta-feira (18) o livro “Como NÃO Viver Um Romance Adolescente”, que tem como cenário principal o município de Cuiabá, em uma edição. A obra é sua primeira publicação e será vendida pela Amazon.

Leia mais:
Rondopolitana cria selo literário para dar espaço a autores negros em Mato Grosso

Em entrevista ao Olhar Conceito, Júlia explicou que a história do livro vem sendo escrita desde os tempos de adolescência, muito antes de se mudar para o Rio de Janeiro para estudar cinema. A obra era publicada semanalmente em plataformas de leitura na internet e ela sempre alegava que um dia iria publicar um livro a partir desta história criada.

“Esse é um livro que comecei a escrever no Ensino Médio. Era quase como uma brincadeira de colocar na história um pouco das vivências que minhas amigas, eu e a galera de Cuiabá viviam. Então transformei em uma história que fui publicando na internet”, explica.

Com o passar do tempo, Júlia deixou sua história de lado e retomou a escrita apenas recentemente justamente com o intuito de transformá-la em um livro. Ela dizia que iria publicar em 2020 e brinca que, mesmo nos dias finais do ano, conseguiu manter a promessa. 

“Como NÃO Viver Um Romance Adolescente” acompanha uma jovem entre 15 e 16 anos que acredita ser incapaz de viver um romance, assim como seu melhor amigo, quem ela é apaixonada. A situação se complica quando a protagonista descobre que seu amigo está namorado e, acreditando que também conseguiria, parte atrás em busca de seu primeiro amor.

Devido a pandemia do novo coronavírus, Julia está em Cuiabá, mas reside em Niterói, no Rio de Janeiro, onde cursa Cinema e Audiovisual na Universidade Federal Fluminense (UFF). Fundou a Liga Acadêmica de Roteiro da UFF, e hoje estuda para tornar-se roteirista de séries de televisão.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet