Olhar Conceito

Sexta-feira, 24 de maio de 2019

Notícias / Música

Concerto da Orquestra da UFMT terá de rasqueado a rap e sucesso de Sandy e Junior

Da Redação - Isabela Mercuri

22 Abr 2019 - 17:32

Foto: André Rondon

Concerto da Orquestra da UFMT terá de rasqueado a rap e sucesso de Sandy e Junior
Um concerto em celebração ao aniversário de 271 anos de Mato Grosso acontece no próximo dia 30 de abril, terça-feira (véspera de feriado), em um palco na área externa da Arena Pantanal. A apresentação vai trazer diversos ritmos presentes no estado, sob o comando do maestro Fabrício Carvalho, a partir da 19h.

Leia também:
Espetáculo campeão de Festival de Cultura de Istambul é apresentado gratuitamente neste domingo

“Mato Grosso de Todos os Ritmos vai unir diversos estilos musicais presentes no Estado num só concerto, motivo de muita alegria para todos. É uma maneira de valorizar nossa diversidade, momento de equalizar os conceitos das nossas manifestações culturais”, afirma Fabricio.

Dentre os ritmos e artistas lembrados estarão o lambadão do grupo Erre Som, do instrumental de Bolinha, o pop rock da banda Strauss e a tradicional música cuiabana de Vera e Zuleica. O concerto ainda terá participação do trio Pescuma, Henrique e Claudinho, da Bateria Touceira da Confraria do Bode, de Johnny Everson, de Roberto Lucialdo, do rap de Breno Dz6, do sertanejo de Allan Maycon, de Queila Ribeiro, da violinista venezuelana Yndira Villaroel e do rapper haitiano Asid Adult Man.

 “Convidamos diversos artistas das mais variadas plataformas rítmicas, do rock ao rasqueado, do lambadão à música eletrônica, do rap ao samba, da ópera ao sertanejo, da Venezuela ao Haiti”, revela o maestro. “Tudo isso com acompanhamento da Orquestra Sinfônica da UFMT, com arranjos novos, encomendados especialmente para a ocasião. A ideia é fazer deste um projeto itinerante, com apresentações em Rondonópolis, Sinop, e por aí vai. É uma bela oportunidade para apresentar um concerto de muita qualidade, com a melhor estrutura. Em resumo, dignidade na cultura com muitos atributos”, conclui.

Para o secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec, essa é uma oportunidade de valorização da nossa cultura. “Os principais estilos da música hoje presente em Mato Grosso serão exaltados. Uma grande celebração à cultura do nosso Estado, num festa genuinamente mato-grossense”.

O ingresso solidário será de um quilo de alimento não perecível, destinado à campanha SOS Funcionários da Santa Casa de Cuiabá.



Convidados e repertório

Vera e Zuleika
Música – Cuiabá 300 anos – autoras: Vera Bagetti e Zuleika Arruda (inédita)
Pescuma, Henrique e Claudinho
Música – Despertar no Paraíso – autores – Pescuma e Fabricio Carvalho (inédita)
Erre Som
Música – WhatsApp – autores: Ronaldo e Ronny
Roberto Lucialdo
Música – Cuiabá Cuiabá – autor: Roberto Lucialdo 
Strauss
Música – A Lua – domínio público
Bateria Touceira da Confraria do Bode
Música – Prelúdio da Ópera “Carmem” de Geoge Bizet (1838-1875)
Johnny Everson
Música – Um violeiro toca – autor: Almir Sater
Allan Maycon
Música – Comitiva Esperança – autores: Almir Sater e Paulo Simões
Breno Dz6
Música – Belo Black – autor: Breno Pina
Queila Ribeiro
Música – A Lenda - autores:  Eurico Pereira da Silva Filho, Ricardo Feghali, Luis Fernando Oliveira da Silva
João Batista Jesus da Silva, Bolinha
Música: Hino de Cuiabá – autores: Esequiel Siqueira Luiz Cândido
Yndira Villaroel
Música – Meditação, da ópera “Thais” – Jules Massenet (1842 -1912)
Asid Adult Man
Música – Amor Real – Autor: Asid Adult Man (inédita)

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • CURIMBATÁ
    23 Abr 2019 às 07:22

    PREFIRO ORQUESTRA SE LIMITA APENAS E SOMENTE À MÚSICA ERUDITA. A CLÁSSICA. QUEM QUISER OUVIR RAP QUE VÁ NA BATALHA DOS RAPs NA PRAÇA DA REPÚBLICA. DEPOIS DE LER ESSA MATÉRIA VOU OUVIR MINHA MARCHA FÚNEBRE.

  • Joao
    23 Abr 2019 às 01:15

    Ô orquestrinha ruim hein. Não tocam uma coisa que presta. Só pão e circo. Queremos sinfonias de Brahms, Beethoven, concertos e obras clássicas. Chega de MPB e prestigiar artistas medíocres

  • Juracy Ady
    22 Abr 2019 às 20:06

    Cada país tem a cultura que merece. Europa tem Mozart, Beethoven... Nós temos isso aí...

Redes Sociais

Sitevip Internet