Olhar Conceito

Notícias / Dr. Juliano Slhessarenko - Cardiologia

Toda gestante precisa ir a um cardiologista

Dr. Juliano Slhessarenko

04 Out 2018 - 11:01

Foto: Reprodução

Toda gestante precisa ir a um cardiologista
Antes de tentar engravidar, marque uma consulta com seu cardiologista e com o profissional de saúde que cuidará da sua gravidez. Se você for diagnosticado com algum problema no coração, provavelmente será encaminhado a um obstetra especializado em gravidez de alto risco (especialista em medicina fetal materna)...

Leia também:
Aprenda a controlar seu colesterol agora
 
Certos medicamentos usados ​​para tratar doenças cardíacas não são usados ​​durante a gravidez. Dependendo das circunstâncias, seu médico poderá ajustar a dosagem ou fazer uma substituição e explicar os riscos envolvidos.
 
O que posso esperar durante as consultas pré-natais?
 
Você vai visitar o seu médico, muitas vezes durante a gravidez. Seu peso e pressão arterial provavelmente serão verificados em todas as consultas, e você pode precisar de exames frequentes de sangue e urina.
 
A frequência com que você irá consultar seu cardiologista durante a gravidez dependerá da gravidade do seu problema cardíaco. Seu médico pode usar certos testes para avaliar sua função cardíaca, incluindo:
 
Ecocardiograma. Este é um tipo de ultra-som que usa ondas sonoras para produzir imagens do seu coração e das estruturas do seu coração.
Eletrocardiograma. Este teste registra a atividade elétrica do seu coração.
 
A gestação e o puerpério estão associados a importantes mudanças cardiocirculatórias que podem levar à acentuada deterioração clínica em mulheres com doença cardíaca. A importância do conhecimento das cardiopatias e de sua influência no curso da gestação deve-se a alta incidência de gestantes cardiopatas (4,2% no Brasil) e ao fato de que as cardiopatias são a maior causa obstétrica indireta de morte materna no ciclo gravídico-puerperal.
 
Na gestação ocorre:

1- Aumento do volume vascular
2- Aumento do débito cardíaco (50%), do volume sistolico, e aumento da frequência cardíaca
3- A pressão arterial tende a diminuir
4- Estado de hipercoagulabilidade
 
Cardiopatias que devem ser avaliadas nas gestantes e ter cuidado extra:

1- Estenose ou insuficiência valvular mitral
2- Estenose ou insuficiência valvular aórtico 
3- Estenose valvular pulmonar
4- Defeitos cardíacos ou da aorta
5- Cardiopatias devido a fibrose ou hipertrofia miocardica
6- Miocardiopatias periparto 
 
Por definição, são 4 os critérios para Miocardiopatias periparto: 
 
1.  Insuficiência cardíaca (IC) no último mês de gestação ou até o 5º mês de puerpério.
2.  Ausência de causas identificáveis para IC.
3.  Ausência de cardiopatia prévia.
4.  Disfunção sistólica do ventriculo esquerdo (fração de ejeção < 45%).
 
Procure um cardiogista e realize sua avaliação periódica mesmo na gestação

*Dr. Juliano é cardiologista intervencionista  da Santa Casa de Cuiabá (RQE- 2724) e atende na Clinmed (Coração em dia) Rua Jaques Brunini – Jd. Europa 36343888/999142255; no IOCI – Jardim Italia – 30277000; Doutor em Cardiologia pela USP.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Redes Sociais

Sitevip Internet