Olhar Conceito

Sábado, 31 de outubro de 2020

Notícias / Artes Cênicas

Boas risadas e muita alegria é o que promete a programação da Mostra Internacional de Teatro Infantil nesta quarta-feira

Da Redação - Marianna Marimon

25 Mar 2014 - 17:26

Foto: Reprodução

Boas risadas e muita alegria é o que promete a programação da Mostra Internacional de Teatro Infantil nesta quarta-feira
A quarta-feira (26) promete começar com boas risadas e muita alegria, com a dupla de palhaços Zão e Zoraida que fará a alegria da criançada hoje durante a programação da Mostra Internacional de Teatro Infantil (Miti). A peça que leva no título o nome dos dois personagens será apresentada pelo Grupo Ueba Produtos Notáveis (RS) em duas sessões voltadas ao público escolar, às 9h e às 15h no Cine Teatro Cuiabá.

Leia também: Do alto do morro, o santo a nos olhar: Em tempos de Copa, Cuiabá luta para preservar identidade cultural

O espetáculo surgiu do trabalho dos atores Jonas Piccoli e Aline Zilli, com suas experimentações sobre as técnicas de clown e das 'gags' circenses. A montagem reproduz a facilidade de fazer amizades entre as crianças, a busca das coisas em comum, as brincadeiras por vezes já esquecidas, e assim resgata a imagem do circo. Zão e Zoraida através do palhaço podem tudo, porque pelo simples fato de usar um nariz vermelho e encarnar a inocência, eles se vêm livres para poder fazer o que têm vontade.

O Grupo Ueba Produtos Notáveis foi fundado em 2004 na cidade de Caxias do Sul (RS) por Jonas Piccoli e Aline Zilli e vem se firmando como um dos principais grupos de Teatro do Brasil. Com sete espetáculos em repertório, o grupo conta com 10 membros e circula o Brasil e a América Latina levando um trabalho autoral com traços marcantes de suas pesquisas e experimentando novas técnicas do fazer teatral.

Dentre as linguagens trabalhadas destaca-se principalmente a farsa, utilizada como recurso cômico nas montagens teatrais. Além da farsa, o grupo busca influências em outros estilos de interpretação à exemplo do Clown, e do jogo dramático das máscaras, bem como nas técnicas de teatro popular. O grupo utiliza ainda recursos extras em seus espetáculos, como a projeção multimídia, pernas-de-pau, pirofagia, manipulação de objetos entre outras.

OFICINAS

A técnica do Teatro de Sombras é muito antiga: se originou na China, 5.000 anos antes de Cristo, sendo atualmente praticado por grupos de mais de 20 países. Fazer Teatro de Sombras exige técnica, e é isso que professores de ensino fundamental irão aprender na Oficina Teatro de Sombras, que começa nesta quarta (26), como parte da programação da Miti.



As oficinas para educadores começaram na última segunda (24), quando os professores aprenderam a confeccionar os tradicionais bonecos de cabaça, feitos com materiais naturais como penas e bucha vegetal, uma releitura do teatro de Mamulengos. No dia 25 (terça) a oficina foi para aprender a confeccionar os bonecos de dedoches, que são manipulados com os dedos, utilizados para contar histórias e encantar os pequenos.

Desta vez o desafio é ainda maior, tanto que a Oficina Teatro de Sombras terá a duração de dois dias, nesta quarta (26) e quinta (27).

O coordenador da Miti, Eduardo Espíndola, explica a importância de inserir este tipo de oficina na programação do evento. “Os professores são grandes contadores de histórias, principalmente na Educação Infantil e Ensino Fundamental. Nosso objetivo é dar a eles um subsídio para melhorar ainda mais suas técnicas de ensino por meio dos bonecos e do teatro”.

A Miti é uma realização da Associação das Artes, Comunicação e Cultura de Mato Grosso (Acenica), com produção da Ação Cultural, patrocínio da Plaenge, da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC-MT), da empresa John Deere/ AgroBaggio e do Ministério da Cultura. Tem como parceiros o Instituto Mato-grossense de Desenvolvimento Humano (IMTDH), a Secretaria de Cultura de Lucas do Rio Verde e a Prefeitura de Cuiabá e o apoio da UFMT.

(Com assessoria)


Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet