Olhar Conceito

Quinta-feira, 06 de maio de 2021

Notícias / Artesanato

aniversário

Um ano de arte, poesia e artesanato: Conheça o Armazém da Creuza

Da Redação - Stéfanie Medeiros

25 Out 2013 - 16:14

Foto: Stéfanie Medeiros

Um ano de arte, poesia e artesanato: Conheça o Armazém da Creuza
Entrando naquela galeria a céu aberto, a impressão que temos é de estar em outro lugar que não nas ruas quentes de Cuiabá. Cada loja, cada espaço e parceiro foram escolhidos a dedo. O ambiente, com suas flores bouganville emprestando o rosa e o frescor para o lugar, moldado com tablados e armações de madeira, eram invadidos pela voz da cantora Deize Águena.

Em mesas, grupos de amigos, muitos dos quais artistas e empresários, conversavam tranqüilos, petiscando doces e finger food. O ambiente que muitos concordam em chamar de “charmoso” não estava com aquele clima lírico por acaso. O alimento para alma era servido em comemoração ao um ano do Armazém da Creuza, bem como do aniversário da rua 24 de outubro.



Quadros, abajures, cadernos, bijuterias, artes religiosas, espelhos decorados e muito mais detalhes do que os olhos conseguem captar formam o Armazém da Creuza, um verdadeiro recanto comercial das artes regionais. A paixão da proprietária por colares se faz notar na roupa que tinha escolhido para sua noite especial: vestido preto rendado, sapatilha com detalhes coloridos e um colar de pérolas de onze voltas.

Creuza Medeiros, antes de se voltar para o comércio, trabalhou por cerca de vinte anos como jornalista. Mas a profissão, devido à correria do dia a dia, começou a ficar repetitiva e perder o encanto. No entanto, a antiga ocupação foi primordial para o sucesso da loja.

Depois de comprar o imóvel que atualmente é conhecido como Espaço Magnólia, Creuza aos poucos foi escolhendo os parceiros. As lojas vizinhas também têm um quê artístico, seja da venda de camisetas com frases, móveis rústicos ou produtos cosméticos. Ao mesmo tempo, Creuza conheceu o primeiro artista interessado em fazer parceria com seu armazém.

Depois do primeiro, veio o segundo e do boca a boca, hoje são mais de vinte. São artistas que a procuram, que se conhecem por meio de amigos em comum ou por indicação. São pessoas com a mesma vibração de Creuza: agitada, poética e contagiante. E assim que sentimos a loja, seja por conta da infinidade de cores ou pela delicadeza dos detalhes. Mas não é qualquer pessoa que pode colocar seus produtos no Armazém.

Creuza explica que seu comércio é voltado para lembranças, presentes pequenos, coisas delicadas. É imprescindível que os produtos tenham bom acabamento e sejam bem feitos. Os artistas, que acabam tornando-se amigos, vão desde pessoas que estão há anos na área, como aqueles que acabaram de começar. O que importa não é o tempo, mas o talento que se transfere para o produto final.

Mesmo com seu comércio expandindo-se, Creuza faz questão de atender pessoalmente seus clientes. Como administradora, já passou por situações difíceis, mas avalia que este último ano aprendeu mais que em dez. Mas nem tudo é sofrimento burocrático.

Certa ocasião, uma cliente do interior veio à loja com uma pasta portfólio cheia de fotos de produtos que ela havia visto na internet. As redes sociais e a página no facebook foram importantes para que o Armazém da Creuza ganhasse visibilidade. Neste ponto, Creuza tem como aliada suas habilidades jornalísticas. A página do armazém tem 3.187 seguidores e cerca de 15 mil visualizações diárias.

Para aproveitar bem o espaço florido e delicado, Creuza ainda organiza feiras mensais com diversos produtos e parceiros. Para saber das datas e eventos futuros, clique aqui. E para aqueles que ficaram curiosos, saibam que o Espaço Magnólia é um recanto com sabor francês e visual cuiabano no meio de uma rua cheia de histórias e artistas.

Serviço

O Armazém da Creuza fica aberto de segunda à sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h. Para mais informações, clique aqui.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet