Olhar Conceito

Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Notícias | Turismo

gravação de documentário

Cineasta francês registra onça caçando jacaré durante expedição com governador no Pantanal

Foto: Reprodução

Cineasta francês registra onça caçando jacaré durante expedição com governador no Pantanal
O cineasta francês Emmanuel Priol, que é vencedor do Oscar, registrou a onça Marcela caçando um jacaré na região de Porto Jofre, durante expedição com o governador Mauro Mendes no Pantanal mato-grossense na manhã desta segunda-feira (25). Priol é roteirista e supervisor do documentário "Duas Irmãs - A Marcha das Onças Pintadas", que vai abordar a rotina das onças-pintadas de 8 anos Jaju e Âmbar, no Parque Estadual Encontro das Águas. 


Leia também
Fenômeno do samba e do pagode, Ferrugem faz show na Musiva


O cineasta exaltou a parceria de Mendes, que assinou um termo de parceria com as produtoras que realizam o documentário. Para Priol, o apoio vai permitir a execução "do filme mais completo já feito sobre as onças do Pantanal".

Em 2006, ele ganhou o Oscar de melhor documentário com o filme "Marcha dos Pinguins" - que veio a se tornar o documentário mais assistido da história.

"Estou muito confiante e muito feliz em juntar a expertise francesa e os amigos brasileiros para fazer o filme mais completo já feito sobre as onças do Pantanal brasileiro e do Pantanal de Mato Grosso". 

Os diretores Lawrence Wahba e Mike Bueno também participaram da expedição. Priol explicou que a cena da onça Marcela caçando um jacaré no Pantanal foi surpreendente. "Nós franceses, espanhóis, brasileiros, somos todos latinos. E a gente adora falar e contar histórias nos filmes de maneira diferente. Isso que pudemos ver hoje foi realmente maravilhoso". 

O documentarista Lawrence Wahba também pontuou que o cotidiano das onças do Pantanal mato-grossense é a maior prova de que há muita preservação do bioma.

"Do ponto de vista científico, a onça pintada é predador de topo. Para ela ocorrer em algum lugar, ela precisa que todos os elos da cadeia alimentar estejam saudáveis. O rio precisa estar limpo pra ter peixe pro jacaré comer e a onça poder comer o jacaré, a vegetação tem que estar saudável pra capivara comer a vegetação e assim por diante. A onça é um indicador de qualidade ambiental. Como a gente está no pedaço do Pantanal que mais tem onça no mundo, eu posso afirmar que a gente tá no pedaço do Pantanal mais preservado", completou.

O filme

O documentário vai abordar a rotina das onças-pintadas de 8 anos Jaju e Âmbar, no Parque Estadual Encontro das Águas, no Pantanal de Mato Grosso, local de maior concentração de onças do mundo. Mais de 300 onças foram identificadas em Mato Grosso ao longo de 15 anos. O filme vai retratar a preservação ambiental e as belezas do Pantanal do nosso estado.

A produção explora o amor e união entre a família de onças, destacando a luta pela sobrevivência em um ambiente desafiador, onde elas enfrentam emocionantes confrontos com sucuris e jacarés. O documentário deve levar mais dois anos de filmagens.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet