Olhar Conceito

Terça-feira, 21 de maio de 2024

Notícias | Turismo

gerou até R$ 100 milhões

Festival de Inverno ocupou 100% das hospedagens e movimentou venda de terrenos em Chapada

Foto: Olhar Direto

Festival de Inverno ocupou 100% das hospedagens e movimentou venda de terrenos em Chapada
O secretário de Governo de Chapada dos Guimarães (64 km de Cuiabá), Gilberto Mello, explicou que a 36ª edição do Festival de Inverno pode ter movimentado entre R$ 60 milhões e R$ 100 milhões durante o pós-evento. De acordo com ele, somente a operação em torno dos 15 dias de evento gerou R$ 3 milhões.


Leia também
Com croissants e pães de fermentação natural, região do Jardim Imperial ganha nova cafeteria 'com cara de casa'


Durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (10), Gilberto, o prefeito de Chapada dos Guimarães, Osmar Froner e o publicitário Junior Brasa apresentaram os números do Festival de Inverno. Mello ainda destacou a venda de terrenos em loteamentos que estão sendo construídos na cidade. 

“Pós-festival a economia gera de R$ 60 milhões a R$ 100 milhões, não é história, não. Essa operação nossa gerou em torno de R$ 3 milhões, se você pegar todos os bares, pousadas e mercados, essa operação gera R$ 15 milhões só de comida e bebida. Se você pegar os loteamentos da cidade, as pessoas vão para Chapada, curtem o show e já começa a voltar a história de ter uma segunda casa lá. Isso fomenta o mercado imobiliário. No período do festival, só uma operadora vendeu 10 terrenos”, explicou. 

Brasa ressaltou o aquecimento no turismo de Chapada dos Guimarães durante os dias de Festival de Inverno. A movimentação de turistas que visitaram a cidade para curtir a programação, que contou com 15 dias de duração e mais de 50 atrações musicais, chegou a ocupar 100% das hospedagens. 

“Mercado imobiliário esteve aquecidissimo, perto do evento já não tinham mais casas para alugar. O objetivo do festival é fomentar o comércio e o turismo. Nesse ponto o Festival de Inverno sempre foi muito eficiente. Guias turísticos com agendas lotadas, bares e restaurantes lotados... É incrível essa energia e a oxigenação que o evento leva para Chapada dos Guimarães”, destacou o publicitário. 

Dentro do evento ainda foi criada uma praça de alimentação com empreendimentos que fazem sucesso em Cuiabá, como Cozinha dos Fundos, O Paulistinha e Texas Grill. Além disso, a Prefeitura de Chapada dos Guimarães ainda liberou para que empreendedores do ramo de alimentação da cidade estacionarem os carrinhos do lado de fora do festival. 

“Vendemos mais de 47 mil águas e refrigerantes, 135 mil latas de cerveja, 13 mil drinks, 16,7 mil lanches, 7 mil energéticos, 695 litros de destilado e 535 litros de vinho. Esse foi o resultado das operações que levamos e que estavam dentro do festival. A Prefeitura de Chapada liberou para trailer de lanches estacionarem sem custo, tivemos pelo menos 30 operações. Então, imagina quanto não fomentou de vendas, se lá dentro conseguimos esse resultado”, explicou Brasa. 

De acordo com a organização do evento, em 29 de julho, mais de 42,2 mil pessoas estiveram na Praça de Chapada dos Guimarães. O secretário de Governo da cidade, Gilberto Mello, explicou que a line-up de 2024 já está pronta, mas ainda não há confirmação de todos os artistas, já que alguns ainda não abriram as agendas do próximo ano. 

Festival de Inverno em 2024 

O pagodeiro Dilsinho, um dos artistas mais ouvidos da história do Spotify Brasil, e as irmãs do sertanejo, Maiara e Maraísa, já estão confirmados para compor o line-up do 37º Festival de Inverno, em 2024. Mais de 254 mil pessoas visitaram a edição deste ano, que foi encerrada com show de Péricles e Ana Carolina. O dia de maior público foi em 29 de julho, quando Roupa Nova e Henrique e Diego subiram ao palco. 

Mello contou que há três anos o evento tenta uma apresentação de Maiara e Maraísa, que nasceram em São José dos Quatro Marcos (310 km de Cuiabá). Para o secretário, um show das irmãs no Festival de Inverno é importante para mostrar o potencial das artistas que saíram de Mato Grosso para o mundo. 

“Line-up de 2024 já está montando, é bem eclético e bem parecido com o desse ano. Já estamos há três anos tentando trazer Maiara e Maraísa, que são mato-grossenses. Queremos mostrar o que saiu de Mato Grosso para o mundo. Estamos fechados com Zé Neto e Cristiano. Para o aniversário da cidade, no meio da semana, fechamos com Mato Grosso e Mathias, que foi um pedido dos moradores”. 

Lulu Santos, Paula Toller, Zé Ramalho, Matuê, Racionais, João Bosco e Vinícius, Aline Barros e Frei Gilson também estão sendo cotados para compor a line-up do Festival de Inverno, de acordo com Gilberto. 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet