Olhar Conceito

Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Notícias | Gastronomia

doce no pote

Cabelereiro retoma venda de banoffe e reacende sonho de ter doceria

Foto: Banoffees do Deh

Cabelereiro retoma venda de banoffe e reacende sonho de ter doceria
Quando os salões de beleza pararam por conta da pandemia, o cabelereiro André Fernandes decidiu iniciar vendas de banoffees de pote” para se reinventar e incrementar a renda, em julho de 2020. Ter uma doceria sempre foi um sonho que deixou guardado e, quando as coisas foram voltando ao normal, teve que ser novamente adiado por conta da correria na sua vida profissional. Como toda produção é 100% artesanal, foi difícil para o cabelereiro conciliar a venda dos doces com a vida de salão. Porém, sua clientela conquistada no início da empreitada sempre continuou buscando as tortinhas de banana feitas por ele, “ou sempre tinha alguém que falava: ‘a você é aquele que cabeleireiro que faz Banoffee, não é?’  Então me despertou novamente a vontade de fazer os doces e dar continuidade”, disse.

Agora, André profissionalizou o negócio e criou a marca @banoffeedodeh. Aos interessados, os pedidos podem ser feitos diretamente pelo perfil de instagram ou pelo WhatsApp 65-9 9238-8687. Cada um doce de pote sai por R$15, e ele também faz o tamanho grande para quem preferir, por R$ 150.

Leia mais: 
Casal se reinventa na pandemia e investe na produção de doces tradicionais do Líbano; conheça a Fares Gourmet
  
“Quando a pandemia chegou e os salões pararam, eu por não conseguir ficar parado comecei a fazer os Banoffees para comercialização, porém quando as coisas foram voltando ao normal, principalmente os eventos de casamento e formatura, eu tive que parar com os doces, pois estava muito corrido e não estava conseguindo conciliar”, contou



Como tudo é feito à mão, com 100% da produção de forma artesanal, os pedidos, entregas e a parte da confecção gastronômica das receitas levam tempo e dedicação, por isso a suspensão provisória dos trabalhos.

Porém, “Deus colocou essa ideia novamente na minha vida!”, ressaltou ele que também reforçou  que a clientela cativada durante a primeira iniciativa com o empreendimento sempre continuou procurando suas tortinhas feitas com banana, doce de leite, chantilly e muito amor. 



“Pois muitas clientes começaram a sempre perguntar, André quando você vai fazer o seu Banoffee maravilhoso para gente?! Ou sempre tinha alguém que falava, a você é a quele que cabeleireiro que faz Banoffee não é?  Então me despertou navalmente a vontade de fazer os doces e dar continuidade”.
 
Agora o cabelereiro está buscando realizar um sonho que ele sempre teve guardado consigo: ser proprietário de uma doceria. “É um dos meus sonhos ter a doceira, que estava ali guardadinho! Que despertou agora e quero trabalhar, até concretizar esse sonho! E poder levar amor em formas de docinhos para as pessoas”, finalizou.
 
André já fazia os doces para consumo próprio. “A gente sempre fazia em encontros de família e amigos. Um dia perguntaram para minha mãe (que é de Sinop e Terra Nova) se ela não venderia um... então ela começou a fazer para entregas e hoje tem uma grande produção de banofes e outros bolos, tortas, pão de mel, etc.”
 
O cabelereiro, então, viu uma oportunidade neste exemplo da própria família, e começou a fazer banofes de pote, o que é mais fácil para entregar e vender. “O covid-19 afetou a economia em todo país e mundo! Nós, autônomos na área de beleza, também fomos muito afetados. Estou sim muito preocupado com a economia do país, mas principalmente com a saúde em um modo coletivo”, comentou.
 
As entregas são realizadas em Cuiabá e podem ser pedidas via Instagram oficial e Número de WPP. “Além de fazer cabelos e doces, [a ideia] é transmitir um pouco de amor através das mãos. Tudo é feito com muito amor e carinho”, finalizou.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet