Olhar Conceito

Sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Notícias / Comportamento

Com formação em Harvard, especialistas ministram curso de ‘educação com afeto’ no Notre Dame

da Redação - Isabela Mercuri

20 Jan 2020 - 14:19

Com formação em Harvard, especialistas ministram curso de ‘educação com afeto’ no Notre Dame
Educadores do berçário ‘Les Enfants de Emilie de Villeneuve’ passaram, nos últimos dias 16 e 17, por uma formação continuada de Educuidado, ‘Educação com Afeto’, ministrada pelas especialistas Diva Silveira e Belisa Maggi. Ambas cursaram Desenvolvimento da 1ª Infância em Harvard e são co-fundadoras da Casa do Cuidado.

Leia também:
Notre Dame de Lourdes realiza cantata com alunos para relembrar verdadeiro sentido do Natal; fotos e vídeos

Segundo Belisa, a ‘Casa do Cuidado’ ministra a formação para ajudar educadores a desenvolver um novo olhar para a educação, partindo do autocuidado, ou seja, o autoconhecimento por meio da consciência de comportamentos, pensamentos e atitudes, entre outros módulos que abordam os neurocoching, técnicas específicas para a primeira infância vindas da neurociência.

"Antes de qualquer coisa, o educador precisa ter primeiro cuidado consigo para depois cuidar do próximo. Quando falamos de Educuidado com Afeto, a primeira coisa que a gente precisa prestar atenção é com o autocuidado. Quando falo de cuidado com o outro começo por mim", afirmou Diva Silveira.

Segundo ela, tudo começa com o autoconhecimento e autoconsciência para o autodesenvolvimento visando o autocuidado. "Dentro da autoconsciência e do autoconhecimento, estamos trabalhando os temas que estão envolvidos como a nossa percepção, as nossas crenças - limitadoras ou possibilitadoras -, ou nossos rótulos e o impacto negativo que eles têm nas relações entre os educadores ou com as crianças".

A especialista explicou que todas as pessoas podem ter habilidades, vontade e conhecimento para lidar com as crianças, e que uma coisa não exclui a outra. "Quando a pessoa tem habilidade e atitude de gostar, de amar a criança, porque não oferecer pra ela conhecimento? Quando o educador já é formado em pedagogia, por exemplo, de qualquer forma ele tem que ser desenvolvido nas suas habilidades e ter clareza das suas atitudes e do seu querer", afirmou.

De acordo com a especialista, há várias formas de aumentar a competência como educuidadora, que é a pessoa que se desenvolve em todos esses aspectos. "A profissionalização é muito positiva, principalmente se o educador gosta de trabalhar com criança, faz parte da sua missão, tem isto como propósito. Então, vamos entrar com o conhecimento e desenvolvimento de habilidades, não ficar apenas no envolvimento do conhecimento técnico, mas da inteligência emocional, relacional, desse autoconhecimento para poder ser mais efetiva nas suas tarefas", finalizou.

Além desde curso, o Colégio Notre Dame de Lourdes dá início nesta segunda-feira (20) à semana de educação continuada destinada a professores da Educação Infantil ao Ensino Médio.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • joana
    21 Jan 2020 às 15:47

    porque as materias sobre este colegio so aparecem aqui neste site?

  • Nélia
    20 Jan 2020 às 20:09

    Jonathan Tim está corretíssimo: hoje quem tem dinheiro estuda em Harvard. Conta o dinheiro, e não a capacidade.

  • Jonathan Tim
    20 Jan 2020 às 16:07

    Hoje qualquer um, se tiver dinheiro, paga "especialização" em Harvard

Redes Sociais

Sitevip Internet