Olhar Conceito

Sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Notícias / Arquitetura, décor e design

Nova administração retira árvore ‘ícone’ do antigo Getúlio: “Colocava o prédio em risco”

da Redação - Isabela Mercuri

08 Nov 2019 - 11:00

Foto: Olhar Direto / Reprodução

Nova administração retira árvore ‘ícone’ do antigo Getúlio: “Colocava o prédio em risco”
A mangueira que ficava dentro do prédio do antigo Getúlio Grill foi retirada nesta semana, depois que Elson Ramos, dono do Ditado Popular, assumiu o espaço. Segundo ele, as raízes estavam rachando os pisos e colocando o prédio em risco.

Leia também:
Getúlio Grill fecha as portas após 25 anos de atividade em Cuiabá; 28 perdem o emprego

“Ela foi retirada, sim. Como ela não é exótica, não tem problema. E está dentro do imóvel, na área particular... a gente consultou todos os órgãos públicos antes de tirar, mas ela estava prejudicando. As raízes estavam quebrando tudo”.



O Getúlio Grill fechou as portas após 25 anos de atividades, após ter sido alvo de uma ação de despejo do Tribunal de Justiça por dever cerca de R$500 mil de aluguel. Esta semana, Elson confirmou que vai abrir um novo espaço no local, provavelmente em janeiro de 2020.

Elson também é sócio e proprietário da Musiva, Bar das Águas, do Paris 6 e do Boteco 065. No novo bar, a sociedade será com o empresário Gian Castrillon. A expectativa é que abra as portas até janeiro de 2020.

A árvore retirada fica dentro do prédio onde funcionava o Getúlio Grill, e era um ícone da decoração do local.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet