Olhar Conceito

Segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Notícias / Gastronomia

Dona Eulália leva prêmio pela terceira vez e revela segredo do bolo de arroz; Veja detalhes da noite

Da Redação - Isabela Mercuri

16 Mai 2019 - 10:23

Foto: Helder Faria / Da Assessoria (todas as fotos da matéria)

Dona Eulália leva prêmio pela terceira vez e revela segredo do bolo de arroz;  Veja detalhes da noite
A revista Veja realizou, na noite da última quarta-feira (15), pela terceira vez, o ‘Prêmio Veja Comer & Beber Cuiabá’, que homenageou os melhores bares, restaurantes e ‘comidinhas’ da capital mato-grossense. E pela terceira vez a ‘Dona Eulália’ levou a placa para casa, consagrada como ‘melhor bolo de arroz’. O segredo, segundo ela, é só um: amor.

Leia também:
Mahalo vence como melhor restaurante de Cuiabá no Prêmio Veja Comer & Beber

“[As pessoas] vão muito pegar receita, principalmente da universidade. E sempre dou. Teve uma [moça] que falou pra mim: ‘mas eu acho que tem algum segredo que a senhora não conta...’ é o amor. Esse é o segredo que eu não posso dar pra ninguém, porque depende da pessoa. E eu faço até hoje com muito amor, e graças a Deus são 61 anos de trabalho”, contou ao Olhar Conceito, pouco antes de ser premiada.

Em 2018, Eulália levou para casa o prêmio de ‘Melhor Salgado’ e, em 2017, ‘Melhor Bolo de Arroz’. Aos 85 anos, ela, que tem Oito filhos, 21 netos e 26 bisnetos, conta que ainda acorda às 3h da madrugada para acender o fogo e fazer a massa. “Esse que foi o que Deus me deu... esse dom, e deu muito certo. Eu pensava muito nos estudos dos meus filhos, porque eu nasci no sítio, estudei pouco porque a escola era muito longe. Então eu pensava muito no estudo dos meus filhos, e isso que fez eu fazer o que eu faço até hoje”.

Além de Dona Eulália, Ariani Malouf também foi tricampeã neste ano. Indicada a melhor chef, melhor restaurante contemporâneo e melhor restaurante de Cuiabá, ela levou o prêmio em duas categorias. “A minha história com a cozinha profissionalmente já tem 21 anos, então acho que é importante dizer isso porque as coisas não aconteceram pra mim do dia para a noite. São 21 anos de dedicação, de muito aprendizado, de muito trabalho, e realmente de estar sempre buscando as tendências, as melhores referências no mercado, no Brasil e no mundo, e tratar a comida como ela tem que ser tratada. Tratar bem cada ingrediente, buscar sempre o que há de melhor pra trazer à mesa do cliente”, revela.



O ‘Rock Burger’, que ficou entre os indicados em 2017, e levou o prêmio em 2018 e 2019, também apostou na novidade como grande motivadora do reconhecimento. “Nós começamos em 2015 e de lá pra cá a gente sempre buscou inovação. Mudamos de casa em 2016, ampliamos a casa, fizemos melhorias no cardápio, uma ampliação na área de atendimentos, melhoramos cozinha, processo, treinamento, buscamos conhecimento no Brasil inteiro e fora do Brasil. Ano passado fizemos um curso em Miami em que buscamos novas técnicas, conhecimentos a mais”, lembra. Para os próximos meses, os clientes podem esperar novidades como burger de maionese de páprica com ovo frito e crispy de cebola; Milk shake de açaí e nas entradas crispy de queijo gouda e bolinho de mandioca de costela.

Algumas novidades também apareceram, como o ‘Arado Natural’, indicado e vencedor nas categorias ‘Novidade do Ano’ e ‘Melhor Refeição Saudável’. “Somos jovens, é nosso primeiro estabelecimento, a gente acabou de entrar no ramo, trazendo um conceito que a gente traz como uma verdade interna nossa e saber que isso teve reverberação pra gente é uma alegria”, afirmou Marcelo Tadeu Fraga, um dos proprietários.



A casa, que tem um ano de existência, vai agora contar com a parceria de um novo chef, Irapuã Carvalho. Além disso, os idealizadores querem, também, que ele se torne mais do que um restaurante. “Estamos querendo trazer eventos, mais oficinas, do Arado como um espaço para um semear de ideias”, completou Silvia Trevisan.

Os sócios Daniel Teixeira e Eliseu Freitas levaram três prêmios, dois para o restaurante ‘Varadero’ e um para o restaurante ‘Talavera’. “A gente sabe que gerar emprego, hoje, no país, é muito difícil, e ser recompensado, reconhecido, é muito importante pra nós. A gente trabalha muito arduamente, temos mais de 140 funcionários, então é legal este tipo de evento porque é um reconhecimento pelo trabalho”, afirmaram.

Carol Manhozo, chef do restaurante Flor Negra, foi premiada pela primeira vez como chef do ano. “Eu acho legal pra todo mundo que está aqui, que é prestigiado, pra nossa cidade um prêmio desse vir pra cá, porque dá abertura pra um monte de lugar que às vezes nem mesmo a gente, que está nessa área, reconhece ou sabe”, comentou.



Hugo Rodas, chef e proprietário do seu Majó, ficou entre os indicados a ‘chef do ano’ e na categoria ‘melhor restaurante contemporâneo’. “É difícil competir com a minha referencia. Eu não posso nem ficar triste, não me dou nem o direito de ficar chateado, porque a Ariani foi meu primeiro emprego, minha primeira chef, e a gente é amigo. Agora, eu ampliando o restaurante, criando cardápio novo, a gente senta, a gente conversou, então isso é bem legal. A Ariani é uma super amiga”, afirmou.

Para os próximos meses, ele contou que, inclusive, fará um menu degustação com Ariani para o Seu Majó. Além disso, vai ampliar a unidade da Rua 24 de outubro, com uma cozinha aberta e pratos finalizados no salão e, em 2020, pretende transformar a forma da unidade de shopping em franquia.

O prêmio

Vinte e nove jurados de Cuiabá, escolhidos pela revista Veja, votaram nos melhores estabelecimentos de cada categoria. Pela terceira vez em Cuiabá, o ‘Veja Comer & Beber’ já se tornou um evento de referência para a gastronomia da cidade.

Dentre as novidades deste ano, Mônica Santos, Editora Guia Veja Comer & Beber, conta que a ‘melhor refeição natural’ foi inclusa em guias de todo o país. “É um movimento que está crescendo mundialmente, as pessoas estão mais preocupadas com rastreabilidade, querendo saber de onde vem o ingrediente, e em São Paulo tem surgido muitos restaurantes. Alguns são veganos, outros são vegetarianos, e outros não, são os mesmos restaurantes que já existem e tem uma refeição mais natural... o mercado vai se adequando ao que as pessoas desejam, e consequentemente a gente vai adequando os prêmios”.

Segundo a editora, outra novidade deste ano foi o ‘voto do leitor’, que premiou três categorias (e recebeu mais de 10 mil votos), e a mudança de pelo menos 50% dos jurados – o que é feito para que o voto não fique ‘viciado’. Para ela, as inovações também estão na cidade. “O que me surpreendeu muito aqui foi o espaço novo do shopping, que parece até que a gente fez a curadoria, porque vários dos nossos campões dos anos anteriores estão lá. Achei muito bacana essa proposta de fazer a mesma cozinha num preço mais acessível, e num ambiente que é uma delícia”, disse. “São Paulo tem um espaço assim, que inaugurou recentemente e fica no Morumbi, e tem o Mercado Municipal de Pinheiros, que tem várias marcas bacanas... mas tem poucos. Então acho que Cuiabá está saindo na frente com esse espaço”.

Menu Veja

Também foi lançado na noite de quarta (15) o festival gastronômico Menu Veja Comer & Beber. Ele acontece de 18 de maio a 16 de junho, e tem como objetivo oferecer à população da capital mato-grossense a oportunidade de conhecer os melhores estabelecimentos a preços que cabem no bolso. Durante um mês, cuiabanos e turistas poderão almoçar e jantar em 23 estabelecimentos diferentes, pagando um valor fixo pela refeição completa. No almoço, o menu com entrada, prato principal e sobremesa custará R$ 54,90. Já no jantar, a refeição sairá por R$ 64,90, não incluso serviços.

Confira a lista dos participantes do festival gastronômico Menu Veja Comer & Beber, em Cuiabá.

v  Acácia Cozinha de Família
v  Arado Natural
v  Atmã Restaurante
v  Bendito Bar e Restaurante
v  Chef Caliman
v  Dom Sebastião
v  Flor Negra Comfort-Food & Wine Bar
v  Gato Mia
v  Grand Toro
v  Joelson Peixaria
v  Mahalo Cozinha Criativa
v  Mezada Baricoz
v  Padrino Pizzaria
v  Porão Parrilla y Tragos
v  Raposa Vegana
v  Roostic
v  Santa Oliva Pizza Restô
v  Seu Majó (24 de Outubro)
v  Seu Majó (Jd. das Américas)
v  Santô Oriental (Jd. das Américas)
v  Santô Oriental & Healthy (Shop. Estação Cuiabá)
v  Taberna Portuguesa
v  Tal do Bistrô ]

Confira a lista completa dos finalistas e os vencedores (em negrito):

PRÊMIO EMPREENDEDOR SANTANDER 

Haru Cozinha Oriental

COMIDINHAS

O Melhor bolinho de Arroz: Chá com Bolo Cuiabano Tia Fran; Eulália e Família; Bolo de Arroz & Companhia

O Melhor Café: Amado Grão; Café & Prosa; Gabinete antes do Café

A Melhor Doceria: Fábula Doces; Magrello; Simone Klauk Pátisserie

O Melhor Hamburguer: Cozinha dos Fundos; Jymmy Burguer; Rock Burguer

A Melhor Padaria: Bakehouse 44; Sorella; Studio do Pão

O Melhor Sorvete: Alaska; Matteo Gelato Criativo; Nevaska

PRÊMIO IFOOD

Melhor Delivery de Hamburguer (prêmio patrocinador): Jymmy Burguer

Melhor Delivery de Pizza: Don Dito

Melhor Delivery de Comida Brasileira: Varadero Bar e Resto

 
BARES

O Melhor Boteco: Bar do Edgare; Bar do Jarbas; Fundo de Quintal

A Melhor Carta de Cervejas: Hookerz; Serra Grande A Casa da Cerveja; Sumérios Templo Cervejeiro

O Melhor Gastrobar: Mezada Baricoz; Talavera Bar e Restaurante; Varadero Bar e Restô

A Melhor Happy Hour: Armazém Mamur; Bar das Águas; Ditado Popular

O Melhor Bar para Ir a Dois: Porão Parrilla y Tragos; Talavera Bar e Restaurante; Varadero Bar e Restô

VOTO DO LEITOR

Endereço de Comidinhas: Nevaska

Melhor bar: Mezada Baricoz.

Melhor restaurante: Flor Negra

 
RESTAURANTES


A Melhor Carne: Açougue 154; Grand Toro Steakhouse; Meat's Grill

O Melhor Japonês: Haru Oriental; Japô Casa; Santô Oriental

A Melhor Pizzaria: Gato Mia Pizzaria; Padrino; Santa Oliva Pizza Restô

A Melhor Receita de Pintado: Lélis Peixaria; Mirante das Águas; Restaurante e Peixaria Okada

A Melhor Refeição Saudável: Arado Natural; Body Chef; Raposa Vegana

O Melhor Variado/ Contemporâneo: Flor Negra; Mahalo; Seu Majó

O Melhor Restaurante da Cidade: Flor Negra; Haru Cozinha Oriental; Mahalo

Chef do Ano: Ariani Malouf (Mahalo); Carol Manhozo (Flor Negra); Hugo Rodas (Seu Majó)

Chef Revelação: Nilvo Salvatori (Santô Oriental); Phellipe Jacob (Roostic); Silvério Cerqueira (Avec)

Novidade do Ano: Arado Natural; Coco Bambu; Outback

O Melhor da Chapada dos Guimarães: Atmã; Bistrô da Mata; Pomodori

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Roberto A
    17 Mai 2019 às 15:57

    Não queria ser o primeiro a comentar...rs...mas... MAIS DO MESMO!!! Eulália, etc, etc, etc Cuiabá fica nisso?

  • Rogério
    17 Mai 2019 às 08:53

    Com todo o respeito a dona Eulália, mas o bolo de arroz dela não é o melhor de Cuiabá. Aliás, nem o formato de bolo de arroz cuiabano não tem, assim como o bolo de queijo. Quero até aproveitar para sugerir um conforto bem melhor para as pessoas que vão lá no café da manhã, pois é muito quente e desconfortável. E deveria ter mais opções para o café da manhã.

  • Xandra
    17 Mai 2019 às 05:16

    Tem muitos lugares que já foi muito bom mesmo e hoje é apenas nome como o caso do bolo de arroz de D.Eulália. Infelizmente caem por conta de "nome" e muitos lugares ficam fora.

Redes Sociais

Sitevip Internet