Olhar Conceito

Notícias / Cinema

MOSTRA ICONOCLÁSSICOS

"Ex-Isto" mostra uma viagem imaginária do filósofo francês René Descartes ao Brasil

Da Redação - Lidiane Barros

14 Jun 2013 - 14:50

Foto: Divulgação

Em

Em "Ex-Isto", o ator João Miguel interpreta o filósofo francês René Descartes, que chega ao Brasil junto à comitiva do holandês Maurício de Nassau para ocupar Pernambuco

Artistas brasileiros contemporâneos que são referência na produção cultural brasileira e seu legado para as novas gerações são ponto de partida para a série de filmes Iconoclássicos exibida até o domingo, no CineSesc Arsenal. Dois filmes diferentes em duas sessões às 19h e 20h30.

Marcas novas no mercado brasileiro pregam atemporalidade nas roupas como forma de longevidade

Neste sábado (15), os homenageados são o poeta Paulo Leminski e o músico e compositor Itamar Assumpção. Os documentários trazem material de arquivo, entrevistas, biografias e mostram a postura iconoclasta e visionária desses artistas.

Como cada uma das produções audiovisuais foi realizada por um diretor de destaque no contexto cinematográfico brasileiro, imprimindo uma qualidade autoral às obras.

Para recriar Leminski em Ex-Isto, a ser exibido às 19 horas, Cao Guimarães inspirou-se no livro Catatau que serviu de base a esta obra cinematográfica. O ator João Miguel interpreta o filósofo francês René Descartes em uma viagem imaginária, que chega ao Brasil junto à comitiva do holandês Maurício de Nassau para ocupar Pernambuco.

Segundo alguns críticos, o diretor realiza um filme sensorial capaz de levar o telespectador a uma atmosfera de cores, sons, cheiros e quase tátil, uma viagem pelo Brasil.

René começa bem vestido e ao explorar seu objeto de estudo [o Brasi] vai se despindo aos poucos até acabar nu na beira da praia, totalmente entregue à natureza tropical.

Já no segundo momento, em “Daquele Instante em Diante”, Itamar Assumpção foi fonte de inspiração para Rogério. Para realizar o filme, Rogério Velloso garimpou imagens raras em acervos e arquivos particulares. Durante dois anos mergulhou em um processo intenso de entrevistas e seleção de trechos em mais de 180 horas de gravações com depoimentos sobre o músico.

No dia seguinte, a primeira sessão tem Assim É, Se Lhe Parece, um retrato de Nelson Leirner “sem a pretensão de alcançar a verdade e é avesso ao enaltecimento do artista”, testemunha a diretora Carla Gallo. Nesse documentário em particular, o público se vê às voltas com a arte irreverente, crítica e provocativa de Leirner, traduzida na sua forma de pensar arte e de viver a vida, algo do tipo quando se observa uma obra inusitada e se pergunta: “Mas isso é arte?”.

Finalizando a mostra, EVOÉ! - Retrato de um Antropófago, radiografa a potência criativa do diretor, ator e dramaturgo, Zé Celso, o do Teatro Oficina em toda sua potência criativa. O diretor Tadeu Jungle mistura de forma labiríntica depoimentos recentes e imagens históricas da carreira de Zé. Personagem único, ele guia o documentário como narrador principal. Entre os arquivos utilizados no documentário estão programas jornalísticos, vídeos pessoais do artista e registros dos espetáculos e bastidores do Teatro Oficina, fundado em 1958.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet