Olhar Conceito

Terça-feira, 21 de maio de 2024

Notícias | Artes visuais

Mulheres do campo

Exposição itinerante de fotografia homenageia agricultoras familiares

Foto: Reprodução

Exposição itinerante de fotografia homenageia agricultoras familiares
A exposição itinerante "A beleza como realmente é - Mulheres do Campo", será levada para quatro comunidades rurais de Pedra Preta (MT), durante o mês de março. A mostra tem como objetivo mostrar a beleza da mulher no campo e valorizá-la em sua essência. 


Leia também 
Confeiteira cuiabana cria ovo de Páscoa inspirado em doce argentino que virou febre no Brasil


​No cronograma, a primeira comunidade que a exposição visitou foi o Projeto de Assentamento Monte Azul, na quarta-feira (6). No sábado (9), a exposição será no Projeto de Assentamento São José Operário. Em 13 de março, será a vez do Vale do Prata.

A exposição é promovida pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) em parceria com a psicóloga e fotógrafa Camila Dourado Barros e a secretaria de agricultura de Pedra Preta.

A técnica da Empaer, Raquel de Matos Cazonatto, explica que o objetivo da iniciativa foi promover uma campanha em homenagem às mulheres rurais.

“É importante trazer essas histórias das protagonistas da agricultura familiar. São quatro personagens que representam milhares de mulheres que não são vistas pela sociedade em geral. Observar na exposição as reações das agricultoras que se sentem incluídas evidencia que acertamos na ideia. Queremos valorizar essas mulheres que nos representam no campo”.
 

Uma das modelos fotografadas foi a produtora Lucia Lopes de Oliveira, que vive com o marido e o filho na Comunidade Condomínio Rural. Ela conta que a experiência foi maravilhosa. Vaidosa e bem-humorada, disse que todos os dias se arruma para lidar com as vacas que cria na propriedade.

“Somos produtores de leite, nem por isso, vou feia para o pasto. Aqui somos eu e meu marido que começamos a trabalhar antes das cinco da manhã. Já acordo dando de comer às 20 vacas e aos três bezerros que nasceram recentemente e estou sempre arrumada e maquiada”.

Foram fotografadas também a agricultora Débora de Oliveira Campos Souza, de 41 anos, que produz maracujá e banana, além de hortaliças, avicultura de postura e panificação. Maria de Lourdes Oliveira Ferreira, na produção de leite e hortaliças e Aparecida Correia de Araújo, de 59, nas hortaliças e legumes e na bovinocultura de corte.

Para a psicóloga e fotógrafa Camila Dourado Barros a experiência foi única e reveladora. Ela explica que seu objetivo era entender e retratar a vida dessas mulheres que vivem na zona rural. “Foi através de uma conversa que a ideia de montar uma exposição nasceu e abraçada pela equipe da Empaer”.

Segundo Camila, o material produzido abriu seus horizontes e já está pensando em inscrever projetos para organizar uma exposição maior e pensada com mais tempo. “Em um dia e cerca de uma hora com cada produtora já gerou 130 registros e vídeos de depoimentos. Ter a oportunidade de ampliar com mais mulheres de outras regiões será um desafio que irei atrás”.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet