Olhar Conceito

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Notícias | Comportamento

tratamento de câncer

Menino de seis anos se emociona ao visitar avó em hospital de MT e vídeo viraliza: 'laço bonito e forte'

Foto: Reprodução

Menino de seis anos se emociona ao visitar avó em hospital de MT e vídeo viraliza: 'laço bonito e forte'
Em julho do ano passado, Mari Elaine Zuffo da Silva, de 50 anos, que mora em Sinop (MT) com a família, descobriu que estava com câncer no estômago e que precisaria passar por uma cirurgia. Durante o tratamento, ela recebeu a visita do neto Benício, de seis anos, com quem divide um "laço bonito e forte", como define a mãe dele. O vídeo do reencontro, que foi publicado no Tik Tok, já alcançou mais de 8 milhões de visualizações. 


Leia também 
Poconeano é um dos benzedores mais antigos de Cuiabá: 'benzeção é pensamento'


A mãe de Benício, Bruna Roberta da Silva, 31 anos, conta que decidiu publicar o vídeo apenas no final do ano passado, quando Mari Elaine já estava com a saúde melhor. A emoção do menino ao abraçar a avó, que na época estava debilitada por conta do tratamento, chamou atenção dos usuários do Tik Tok. 

A repercussão surpreendeu Bruna, que afirma que o vídeo do reencontro entre avó e neto "só transmite amor" e que recebeu muitas mensagens enviando energias positivas para a mãe. No dia da visita, era aniversário de Mari Elaine. 

"Pessoas relatando que não conseguiram segurar o choro, que lembraram de seus entes queridos. Tanta energia boa, tantas palavras de amor, carinho e preocupação por parte de tanta gente, até de fora do Brasil. Isso não tem preço, mensagens no privado com orações, pedidos de atualizações do estado da Nona [como Benício chama a avó], enfim muito comentários de conhecidos e desconhecidos, mas que só emanam estimas de melhoras, preocupação e amor". 

A enfermeira conta que decidiu publicar o vídeo por acaso em uma das noites que estava colocando Benício para dormir. Ela e o filho choraram quando reassistiram a filmagem, já que relembraram do período em que Mari Elaine ficou internada. 

Bruna, que tinha apenas 110 seguidores e 600 curtidas no Tik Tok, confessa que sequer sabia mexer direito na plataforma. Assim que foi publicado, durante a madrugada, as visualizações começaram a subir rapidamente e, por volta de meio-dia, o vídeo já tinha sido assistido mais de 1 milhão de vezes. 

"Me tremia toda, depois disso as visualizações só aumentavam, foi então que entendemos a proporção que o vídeo tomou. Só consigo lembrar de um filme que assisti quando entrei na faculdade e que me marcou até hoje, 'Patch Adams - O Amor é Contagioso'. Então, sempre que me perguntarem sobre o motivo desse vídeo ter tomado a proporção que tomou, eu afirmo: o amor é contagioso". 
 
@brunahorita Eu pensei muito se eu deveria postar esse vídeo.... mas hoje decidi que deveria postar sim... O Benício sempre foi muito apegado a minha mãe desde antes dele nascer (rsrs) o amor deles é lindo..... É a NONINHA do Benício... e este ano ela foi diagnosticada com câncer no estômago e precisou passar por cirurgia.... a cirurgia foi dia 29/07 e dia 31/07 minha mãe completava 50 anos... e ela não estava querendo fazer nada... estava desanimando até que um anjo de uma enfermeira liberou a entrada do Benício para dar um abraço e o presente de aniversário (ela precisava dele) e esse foi o registro... eu sempre me emociono... pq só consigo ver amor e preocupação... afinal o Benício vai ser o Doutor da Nona.... deixei com os áudios originais... #cancer #cancerdeestomago #pósoperatório #cadeestomago #neto #nona #amordemais #vovó #Benício #cirurgia ♬ som original - Bruna Horita
Amor desde antes do parto 

A enfermeira conta que a relação entre a mãe e o filho começou ainda durante a gravidez, já que a comida de Mari Elaine era a única que não a fazia sentir os fortes enjoos que sofreu durante a gestação. No dia do parto, foi a avó que passou a noite com Benício nos braços, cuidando da filha e do neto. 

"Saímos do hospital e fomos direto para casa dela, ela sempre cuidando de nós dois. Mãe é mãe, mas a minha é 'a mãe'. Ficamos quase 30 dias aos cuidados da minha mãe, antes de voltar para minha casa, e desde então em tudo ela se faz presente. Ao fim da licença maternidade, tenho que retornar ao trabalho, meus plantões eram noturnos, meu esposo dava aula até às 23h, meu filho ficava com minha mãe noite sim, noite não". 

Para Bruna, o momento de emoção entre Benício e a avó no hospital reflete a preocupação que o filho sentiu ao ver a "noninha", como ele também chama Mari Elaine, fragilizada pelo câncer no estômago. 

"Embora tenha sido um momento triste ele tirou de letra, cuidou, ficou junto com a nona, contava para a gente o que acontecia. Uma das coisas que deixaram ele muito triste foi nesse processo de recuperação não poder ficar no hospital, claro, segundo não poder subir no colo dela, mas a principal foi não poder dormir na mesma cama que a nona dormia pelo fato de ser arriscado". 

Apesar da ligação forte entre os dois, a enfermeira não imaginou que o filho fosse ficar tão emocionado ao visitar a avó no hospital. 

"Benício sempre teve uma sensibilidade fora do normal e afetividade ao que se refere a Nona,  pensamos que ele ficaria feliz, estávamos esperando essa reação, não que não tenha ficado, mas a reação ao ver a sua nona com dispositivos, curativos e sonda, o comoveu. Era como se ele sentisse a dor dela. Quando eu perguntei o porquê dele ter chorado, ele disse que era porque ele amava a nona e não queria que a nona morresse. Eu mesma já vi o vídeo centenas de vezes e ainda me emociono". 

Atualmente, Mari Elaine ainda precisa lidar com algumas dores no estômago que, algumas vezes a fazem precisar de atendimento médico, mas Bruna explica que a mãe não perdeu o bom humor. Ela não precisou passar por quimioterapia ou radioterapia, apenas pela cirurgia de remoção do câncer. 

"No caso da minha mãe, a realização da cirurgia (gastrectomia parcial) foi curativa, e não precisou realizar quimioterapia nem radioterapia. Isso porque as células cancerígenas não haviam se espalhado pelos órgãos (ainda bem) e os linfonodos do local foram todos removidos". 

"Os exames de rotina estão sendo realizados e ao que indica a cirurgia foi um sucesso, ela recebeu alta da parte cirúrgica e segue acompanhando com a equipe da oncologia clínica. Agora é paciência e fé". 

 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet