Olhar Conceito

Sexta-feira, 21 de junho de 2024

Notícias | Gastronomia

comidas típicas e música

Feirinha do Tião: família nordestina cria evento cultural em restaurante de Cuiabá

Foto: Olhar Direto

Feirinha do Tião: família nordestina cria evento cultural em restaurante de Cuiabá
Há 13 anos, com R$ 10 e ajuda de amigos, Sebastião Henrique Figueiredo de Arruda, o “Tião”, abriu uma marmitaria no bairro Santa Amália, em Cuiabá. Primo do ex-governador Dante de Oliveira, ele ficou conhecido pela comida na região. Em homenagem ao cuiabano, a família criou a “Feirinha do Tião”, que acontece nesta sexta-feira (12), a partir das 17h, no estacionamento do Restaurante do Tião, com comidas típicas do Nordeste e sanfoneiro. 


Leia também
Fã de Beyoncé, cuiabano viaja para assistir show da turnê em Nova Iorque: ‘vi ela na minha frente’


A 1º edição da feira aconteceu em maio, depois de um período financeiramente difícil para Neide Brito, Amarilles de Almeida e o marido dela, Everaldo Junior, que precisaram assumir o restaurante repentinamente quando Tião morreu em agosto de 2021. 

Neide conta os detalhes sobre o flerte que deu início aos 13 anos de casamento com Tião com sorriso no rosto. “Ele foi lá em casa. Passei por aqui ele estava varrendo, me chamou e perguntou se podia fazer uma galinhada. Ele estava lá fazendo e, no meio de todo mundo, ele me deu um beijo”, lembra a nordestina. 

Tião morreu após ter mais de 60% do corpo queimado durante um passeio em família para o Manso. Em meio ao luto, Neide, Amarilles e Everaldo precisaram dar os primeiros passos na administração do restaurante. Foi o movimento baixo no começo deste ano que fez Amarilles pensar em formas de fazer com que os cuiabanos conheçam o Restaurante do Tião. 

Foi através de um sonho que teve, onde o estacionamento do local surgiu cheio de barracas que ela decidiu começar a feira. Nesta sexta-feira (11), a Feirinha do Tião vai ter acarajé, baião de dois, tapioca e acarajé como alguns dos pratos típicos que serão vendidos pelos expositores. Muitos deles também são nordestinos que vivem em Cuiabá, assim como o trio. 

“Teve um sábado que só tinha o cantor, em fevereiro. Ficou o cantor cantando em um canto e meu marido chorando. Pedi para que Deus me mostrasse uma luz. Nessa noite sonhei com o estacionamento do restaurante cheio de barraca. Chamei o pastor da Assembleia e a comunidade da Igreja Perpétuo Socorro. A feira ajuda na renda do bairro, não beneficia só a mim”. 


Tião se mudou para o bairro Santa Amália em 1989. (Foto: Arquivo pessoal)

Cuiabano tradicional e nordestinos de Pernambuco 

A união entre Tião e Neide uniu um cuiabano de família tradicional e a nordestina que nasceu em Barreiros (PE), mas se mudou para Cuiabá há 20 anos, quando o irmão, que já morava em Mato Grosso, fez o convite. Foi no bairro Santa Amália que a vida dos dois se cruzou. 

“Ele quebrou no garimpo, ele disse que cavava e não tinha mais nada. Então, ele veio aqui para a beira do Rio Cuiabá. Ele veio para conhecer o bairro, mas se apaixonou. Só tinha R$ 10, o povo aqui do bairro ajudou com panela, fogão… Ele gostava da beira do rio, dos amigos… Isso aqui [o restaurante] era a vida dele”. 

Amarilles, que também é de Barreiros (PE)  entrou na família quando se reencontrou com Junior, que é filho de Neide. Os dois namoraram durante a adolescência, mas foram separados pela vida. Junior e Amarilles, que hoje têm uma filha de quatro anos, se reencontraram em 2013. 

“A gente tinha 15 anos, terminamos e ele veio morar em Cuiabá. Nas férias de 2013, ele foi passar o carnaval lá, a gente voltou o namoro e eu vim morar aqui depois de sete anos que ficamos longe. Eu não conhecia Cuiabá, mas vim me embora, mulher. Vim passar só a Semana Santa, né?”, lembra a nordestina antes de cair na risada. 

Neide, Amarilles e Junior assumiram o Restaurante do Tião repentinamente quando o cuiabano morreu em agosto de 2021. (Foto: Olhar Direto)

Amarilles conta que tinha uma boa vida em Barreiros, em Cuiabá encontrou uma oportunidade de trabalhar apresentando um pouco da cultura nordestina. Extremamente bem-humorada, ela deu a ideia do marido e da sogra começarem a fazer vídeos engraçados para as redes sociais. 

“No começo do ano hackearam nosso Instagram e começamos do zero. Estamos fazendo vídeos engraçados, nossa intenção também é atrair os nordestinos que estão aqui. Onde ando aqui sou reconhecida como ‘a menina da Feira do Tião’. O nome Tião agora é conhecido por causa da feira”. 

Na primeira edição, Amarilles convidou amigas empreendedoras do bairro Santa Amália e se surpreendeu com o resultado final das vendas. Agora, ela conta que quis dar um “toque nordestino” e pretende começar a vender os pratos típicos da terra natal no cardápio do Restaurante do Tião. 

“Inauguramos em 5 de maio a feira, então deu um boom no nosso movimento. Agora resolvi dar um toque nordestino e criamos a Vila Nordestina.Tião sempre gostou de servir comida caseira: rabada, galinha com arroz, costela com mandioca. Nosso lema agora é o verdadeiro sentido da comida caseira”. 


Tião começou a marmitaria vendendo comida caseira, essência que continua sendo mantida por Neide. (Foto: Olhar Direto)

No quintal da casa para onde Tião se mudou em 1989, às margens do Rio Cuiabá, fica a caixa telada construída por ele para o processo de fazer o charque servido no restaurante. 

“Vai ser a primeira feira de bairro nordestina. O restaurante tem em todo lugar, mas quisemos fazer algo diferente. E sentimos muita saudade da nossa terra e da nossa comida. Vamos começar a vender buchada de bode, carne de Sol…É tudo artesanal e lembramos do Nordeste. Sexta-feira vai vir sanfoneiro e vamos ter muitas barracas típicas”. 

Neide, Amarilles e Junior contam que trabalham duro para conseguir realizar um dos sonhos que Tião tinha: construir uma peixaria no terreno da casa em que morou durante uma vida inteira na beira do Rio Cuiabá. 

“Ele já tinha até feito uma cozinha do lado de fora. Queremos fazer um redário, tem um chuveirão embaixo de uma Cajazeira. A gente sempre gostou da casa cheia, tem fogão a lenha, churrasqueira, a gente gostava muito. Queremos manter o legado do Tião e abrir essa peixaria”, diz Neide.
 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet