Olhar Conceito

Sábado, 18 de maio de 2024

Notícias | Comportamento

R$ 35 cada

Vendedor faz sucesso com toalhas de cantores sertanejos em VG: 'da Marília Mendonça sai muito'

Foto: Bruna Barbosa/Olhar Direto

Vendedor faz sucesso com toalhas de cantores sertanejos em VG: 'da Marília Mendonça sai muito'
A toalha amarela e estampada com uma foto em que a cantora Marília Mendonça aparece sorridente chama a atenção dos motoristas que passam pela rodovia Mário Andreazza, em Várzea Grande. Os produtos são vendidos por Orientino Manoel da Cruz, o "Toni", de 52 anos, um homem simpático que varre a calçada enquanto explica o sucesso das toalhas de cantores sertanejos. 


Leia também 
Locanda do Vale: casal abre primeira vinícola de MT com passeios guiados e piqueniques


Toni monta o varal de toalhas, chapéus e camisas de time em um ponto estratégico da rodovia: perto de uma rotatória. O comerciante também é fã de Marília Mendonça, que morreu em um trágico acidente aéreo em novembro de 2021, em Minas Gerais. 

"Sempre tenho a dela, porque quem não gosta da Marília Mendonça? Eu mesmo gosto muito, ela é uma rainha. Muita gente para aqui para comprar. E não só dela, tenho de outros, como Leonardo. O pessoal pede muito desses cantores sertanejos".

Toni também vende toalhas de outros cantores sertanejos como Leonardo, Gusttavo Lima e Luan Santana. (Foto: Bruna Barbosa/Olhar Direto)

Ele ainda se lembra da vez que uma motorista passou pelo local e, por ser muito fã de Gusttavo Lima, chegou a se emocionar ao ver uma toalha do cantor pendurada no varal de Toni. 

"Quando eles veem a da Marília Mendonça aqui chegam pedindo de outros: 'pelo amor de Deus arruma uma do Luan Santana para mim'. O pessoal vai pedindo muito. E essa foto dela é muito linda, né?", elogia Toni enquanto olha para a estampa da cantora. 

O comerciante passou a vender os produtos na rodovia Mário Andreazza depois da pandemia da covid-19, em 2020. Antes, ele trabalhou mais de duas décadas no Shopping Popular, em Cuiabá. "Quase uma vida inteira", completa Toni. 

Ele ainda se lembra dos seis meses que precisou ficar sem trabalhar por conta do vírus mortal que se espalhou rapidamente pelo mundo. 

"Precisei arrumar outro trabalho. Quando tudo normalizou aluguei a loja. Muita gente na época fechou e saiu, foi bem difícil, né? Eu era um dos mais antigos. Sempre trabalhei com vendas e sempre trabalhei lá". 

Toni nasceu em Acorizal (70 km de Cuiabá), cidade que deixou com a família para tentar chances melhores de vida em Cuiabá. Ele conta que tinha o sonho de fazer faculdade, algo que não se concretizou, mas ele ressalta que é feliz com o trabalho que exerce há uma vida inteira. 

"Gosto do meu trabalho hoje, porque faço isso há muito tempo, gosto de estar com o povão. Se você chegar no Shopping Popular e perguntar do Toni, vão saber quem eu sou". 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet