Olhar Conceito

Domingo, 19 de maio de 2024

Notícias | Moda

MODA SUSTENTÁVEL

Jovem estilista de Cuiabá abre primeira marca de roupas feitas de tecidos orgânicos

Foto: Reprodução

Jovem estilista de Cuiabá abre primeira marca de roupas feitas de tecidos orgânicos
Apaixonada por moda desde criança, a designer Maria Fernanda Meirelles, de 27 anos, abriu a primeira loja física da sua marca Evolve Ecobrand, de moda sustentável. Com tecidos orgânicos e uma produção sustentável, a jovem descobriu o estilo de sua linha quando morava em San Diego, nos Estados Unidos,  onde a sustentabilidade é bastante difundida. 


Leia mais:
Marca de moda autoral com estampas de artistas de MT é lançada em desfile nesta sexta

Ao Olhar Conceito, Maria conta sobre a trajetória da marca que nasceu em 2020, a infância em Chapada dos Guimarães que a ajudou a seguir um estilo de vida mais sustentável e os novos passos para a marca. 

“Quando eu era pequena eu já me interessava bastante por moda, eu sempre fui muito observadora e achava que conseguia ler uma pessoa através de cada estilo, acredito que o estilo de cada um é um cartão de visita, nossa primeira impressão. E eu tinha esse lado observadora. Quando criança, minhas brincadeiras favoritas era invadir o armário da minha avó e mãe, me maquiar e me vestir”, inicia a jovem estilista. 
 

“Um dia eu estava assistindo televisão e ouvi sobre estilista, perguntei o que era um estilista, que é uma pessoa que produz e faz roupa, e falei acho que quero ser isso, e foi esse o caminho. Começou com uma brincadeira e foi crescendo”, completa.

Maria Fernanda fez a faculdade de Moda na Universidade de Cuiabá (Unic), assim que terminou o Ensino Médio. No entanto, após a formatura, ela ainda não sabia qual área gostaria de seguir, se seria o estilismo mesmo ou algo voltado para produção e gestão. Nisso, ela trabalhou na área administrativa na empresa da família, a floricultura Flores de Chapada, pois precisava de um tempo para pensar.

Depois, em 2019, a designer de moda decidiu fazer um intercâmbio para aprender o inglês pois a profissão exigiria. Então, ela partiu para San Diego. Lá, começou a entrar mais a fundo no mundo da sustentabilidade. 

“San Diego tem uma cultura muito grande de vegetarianismo e sustentabilidade. Eu já pensava em ter uma marca de moda, mas era muito nova e inexperiente, não sabia como seria a minha linha. Mas lá, eu fui descobrindo esse mundo, me interessei e aprofundei nos estudos sobre sustentabilidade. Pesquisava muito sobre como ser sustentável dentro da moda, quais tecidos poderia trabalhar e foi uma longa pesquisa pessoal”, conta. 

Como mato-grossense, a jovem sabe que a cultura do agronegócio e do algodão no estado é muito forte, e não há uma representação disso na sustentabilidade. Com isso, ela teve vontade de ser uma representante e exportar para o Brasil. 

Maria afirma que foi um bom tempo para desenvolver a Evolve. No período das pesquisas, ela resolver fazer uma faculdade de administração, para poder administrar o próprio negócio. Durante o curso, ela realizou um projeto de negócio para a marca.

“Ali na faculdade, eu defini com quais tecidos iria trabalhar, levantei os fornecedores e tudo. Quando veio a pandemia, eu me deparei que já tinha tudo pronto, e resolvi começar e abrir a marca”, disse a jovem que está concluindo o curso no interior do estado de São Paulo. 

A primeira coleção foi chamada de Conceito, pois seria uma apresentação da marca. Maria trabalhou com tecidos feitos com algodão orgânico e tingimento natural, feito de forma artesanal. 

“Todos os meus fornecedores eu descobri online, porque aqui em Mato Grosso não tem ainda quem trabalhe com tecidos orgânicos. Eu pesquiso muito sobre a origem do tecido e toda a cadeia de produção. Todos eles são tecidos certificados, porque eu prezo pela sustentabilidade, então não trabalho com qualquer tecido ou qualquer fornecedor. Eu tenho que ter a garantia de que aquele material é feito com uma fibra sustentável e não é em qualquer lugar que achamos isso, é uma lista de fornecedores bem limitada”, explica Maria Fernanda. 

Inicialmente, a marca nasceu no Instagram e com um site próprio, pois abrir uma loja física demandaria um investimento e tempo maior, e no meio da pandemia da Covid-19, não seria possível. Mas, a jovem conseguiu desenvolver sua marca nesse período e já lançou duas marcas antes de abrir a loja em Cuiabá. 

Agora, em 2023, com o apoio da mãe, que sempre acreditou em seu trabalho, as duas resolveram abrir a loja, pois muitos clientes também pediam por isso. “As pessoas queriam experimentar e ver os tecidos pessoalmente”. 

A loja da Evolve Ecobrand fica localizada da S&A Galeria, na avenida Filinto Muller, bairro Quilombo, em Cuiabá. Conforme Maria conta, ela já namorava a galeria quando abriu e sempre quis ter a loja ali, e quando viu um espaço vago, agarrou a oportunidade e fez o inauguração em abril desde ano, ao lado da mãe, Rosemeire Meirelles, como sócia. 

Um outro passo importante para a marca crescer foi a participação do Chapada Fashion, um evento de moda que acontece em Chapada dos Guimarães (a 70 km de Cuiabá), em 2022. 

"Isso me abriu muitas portas, eu consegui me conectar com bastante gente aqui e me deu uma boa visibilidade e nisso a minha mãe quis entrar como minha sócia e a gente resolveu abrir a loja física por conta de uma demanda também dos clientes. Então, falei vamos abrir a loja física, a gente abre aqui uma coleção nova e aí eu trouxe essa outra gama de tecidos mais tecnológicos, como a viscose ecovero”, conta. 

A loja foi pensada e criada por Maria Fernanda nos mínimos detalhes. Muitos detalhes foram feitos à mão, como algumas luminárias e araras. A jovem queria trazer um pouco da natureza misturado com o urbano, que é o que sua marca representa. 

“Eu cresci em Chapada dos Guimarães e foi muito importante para mim. Minha infância foi calma, eu pude ser criativa, brincava na rua, e isso foi desenvolvendo. Tive muito contato com a natureza porque Chapada é assim. E a gente vai valorizando isso depois que vem para a cidade. No centro, é uma correria do dia-a-dia, a gente sente falta da tranquilidade. E esse é um dos propósitos da minha marca, trazer para o seu dia-a-dia urbano, essa sensação, essa cara de natureza mais urbana”, explica. 

Para conhecer a Evolve Ecobrand, o Instagram é o @evolve_ecobrand. Maria Fernanda está desenvolvendo a terceira coleção para lançamento em julho, junto com a edição 2023 do Chapada Fashion. 

 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet