Olhar Conceito

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Notícias | Artesanato

Limpurb

Prefeitura busca parceria para que troncos de Ximbuva sejam transformados em violas de cocho

Foto: Rogério Florentino

Prefeitura busca parceria para que troncos de Ximbuva sejam transformados em violas de cocho
Os troncos da Ximbuva que cairam na região central de Cuiabá nesta semana serão transformados em violas de cocho. A medida foi anunciada pela Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb), que participou da operação, em conjunto com o Corpo de Bombeiros e a concessionária Energisa, para retirada da árvore.


Leia também 
Mendes afirma que está 'acelerando' projetos para melhorar infraestrutura de pontos turísticos


Conforme explica o diretor-geral da empresa pública, Júnior Leite, os troncos foram direcionados para o Horto Florestal Tote Garcia, onde encontram-se armazenados. Neste momento, a Limpurb busca formalizar parceria com artesãos, para garantir a confecção do instrumento musical típico da capital mato-grossense.

A Ximbuva estava localizada no encontro entre a Avenida Getúlio Vargas e a Rua Comandante Costa e, conforme relatos históricos, seu plantio foi realizado nos anos 40, junto com a construção do Palácio da Justiça. A possibilidade é de que a queda da árvore tenha ocorrido por conta de suas raízes estarem danificadas.

“Essa árvore faz parte da história de Cuiabá e o que estamos buscando é garantir que isso tenha continuidade por meio das violas de cocho, que é um símbolo da cultura cuiabana. Foi uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro procurar essa parceria, para que os instrumentos sejam confeccionados o quanto antes”, explica Júnior Leite.

Com o intuito de fortalecer as políticas públicas de planejamento urbano, promovendo a preservação da vegetação, a Prefeitura de Cuiabá, está desenvolvendo o Plano Diretor de Arborização Urbana. Esse trabalho é realizado por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável.

No início de abril, o instrumento foi apresentado em audiência pública realizada na Câmara Municipal. O estudo de arborização deve ser inserido nos programas, planos e projetos de gestão urbana, abrangendo espaços livres, áreas verdes e remanescentes florestais para a proteção da biodiversidade e uma melhor qualidade de vida para à população cuiabana. 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet