Olhar Conceito

Domingo, 19 de maio de 2024

Notícias | Moda

roupa não tem gênero

Tendência nos anos 80, cropped masculino volta a ser moda e vira opção contra o calor para cuiabanos

Foto: Reprodução

Tendência nos anos 80, cropped masculino volta a ser moda e vira opção contra o calor para cuiabanos
Foi por acaso que o publicitário cuiabano José Augusto Cintra, de 24 anos, usou cropped (estilo de blusas mais curtas que mostram a barriga) pela primeira vez há dois anos. Ele conta que ia para uma festa com uma roupa muito quente para o calor de Cuiabá, quando decidiu vasculhar o guarda-roupa e encontrou um cropped. No ano passado, a tendência começou a voltar para as passarelas e, agora, bombou de vez se tornando item usado por celebridades. 


Leia também
Moldando barro com as mãos, Nice Aretê cria figuras indígenas inspirada por ligação espiritual com a natureza

Ao Olhar Conceito, ele explica que decidiu criar coragem para usar a blusa que deixa a barriga à mostra, mas precisou superar a insegurança e lidar com os olhares alheios recheados de preconceito. Mesmo assim, Guto, como prefere ser chamado, decidiu se arriscar. 

“Experimentei e a primeira sensação foi: ‘nossa, que sexy, que legal’. Mas, ao mesmo tempo, me senti meio envergonhado, porque minha barriga estava ali exposta. Levei 15 minutos para me acostumar, mas o pior ainda estava por vir, né? Lembro que senti um pouco de vergonha, senti os olhares… Apesar de não ser algo novo, nem todo mundo está acostumado”. 

Antes do retorno da tendência de homens usarem cropped, a peça foi associada ao vestuário feminino, mesmo aparecendo em séries e filmes dos anos 80/90 sendo usada por homens. Uma das principais referências é o personagem Will, interpretado por Will Smith, na série “Um Maluco no Pedaço”. Will sempre aparece com looks estilosos e não era estranho vê-lo com a barriga aparecendo. 

“Tenho uma relação bacana com cropped, apesar de estar sendo uma tendência agora, sabemos que veio lá dos anos 80. Os homens usavam para treinar, justamente por ser prático e fresco. Então, sempre achei o máximo. As pessoas voltaram a usar e sempre achei legal, mas nas outras pessoas. Em mim estava fora de cogitação”, conta Guto. 


Para Guto, cropped é opção estilosa contra o calor cuiabano. (Foto: Arquivo pessoal)

O cozinheiro Erick Yuji Kamiya, de 19 anos, também passou pelo mesmo processo de enfrentar as próprias inseguranças e o julgamento alheio para aderir ao cropped. Apesar da peça ainda ser vista com preconceito quando usada por homens, já que relacionam a roupa com masculinidade ou orientação sexual, Erick afirma que se sente confortável. 

“Depois dos anos 80 a moda masculina ficou mais conservadora e essa volta veio com polêmica. Uso cropped pelo conforto e porque eu acho bonito. Quando saio na rua simplesmente mostrando minha barriga isso já é mal visto. Sendo que um homem sem camisa não é”. 

Para Erick, o uso de cropped surgiu também como uma forma de amar o próprio corpo, já que a peça não é tão aceita quando usada por homens e mulheres que não possuem um corpo padronizado. 

“O cropped já é associado a corpos magros, então, enquanto uma pessoa que não é magra, quando uso é mal visto pelas próprias pessoas que estão seguindo essa moda. Eu sabia que iria ficar muito inseguro em usar, então cortei umas das minhas camisas favoritas e usei para sair. Foi olhar de todo mundo me massacrando, mas depois parei de ligar, porque é o meu corpo e a minha roupa”. 

As reações de espanto e julgamento também acontecem quando Guto opta por usar cropped. No entanto, ele afirma que a moda existe para as pessoas se expressarem como quiserem e, principalmente, se sentirem bem com seus corpos. 

“Se pudesse dar um conselho para as pessoas que tem vontade ou curiosidade de experimentar seria: não espere alcançar um corpo que talvez você jamais vai ter para poder usar alguma coisa. Cropped é para todo mundo”.


Erick decidiu parar de se importar com julgamento alheio por gostar de usar cropped. (Foto: Arquivo Pessoal)
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet