Olhar Conceito

Sábado, 25 de junho de 2022

Notícias | Cinema

Programação

Cineasta premiada internacionalmente, Marithê Azevedo exibe dois curtas no Sesc Arsenal; confira

Foto: Assessoria

Cineasta premiada internacionalmente, Marithê Azevedo exibe dois curtas no Sesc Arsenal; confira
Cinasta, Doutora em Artes Cênicas e mestre em Cinema pela Universidade de São Paulo/USP, a roteirista premiada internacionalmente por suas obras, Marithe Azevedo exibirá os curtas “Entraves”, de ficção e “Uterus Mundus”, documentário, no dia 25 de maio, quarta-feira, no Sesc Arsenal, às 18h30. Depois da exibição, haverá conversa – “Poética Fílmica em diálogo com as artes plásticas e a literatura” - com a diretora e convidadas.

Leia mais: 
Cinemanga exibe o filme “Lenha, Brasa e Bronca: a história de Jacildo e seus rapazes”

Reforçando que o diálogo pode acontecer como transcriação, inspiração, tradução intersemiótica ou adaptação, Matirhê aponta que “Não tem como fugir da contaminação. Condensação, repetição, elipses, suspensão, deslocamentos, gradação e a produção de efeitos de estranhamento são procedimentos poéticos que ocorrem tanto na literatura como no cinema e também nas artes plásticas.”

Entraves, de 7 minutos foi realizado com recursos da Aldir Blanc municipal. É uma provocação, quando traz, num programa de rádio para mulheres, os 18 conselhos para a boa esposa publicado numa revista americana dos anos 1950, época em que as cozinhas eram entupidas de eletrodomésticos pra mulher ficar em casa, a tal “rainha do lar”. O papel de Karen é vivido pela atriz Karina Figueredo e tem como locutores de radio Luiz Marchetti e Alair Fernando. A fotografia é de João Carlos Bertolli e a música de Cristina Dignart.

O documentário Uterus Mundus é um curta de 22 minutos sobre a obra da artista plástica Vitória Basaia, realizado com recursos da Lei Aldir Blanc, edital MT Nascentes da SECEL.

Para a realização do documentário, Marithê Azevedo diz que criou uma poética singular, específica, para revelar o universo de Basaia, guiada pelas ideias de Uterus e Mundus, que procura expressar dois dos principais traços do seu trabalho– a tematização do feminino (uterus) e a criação de uma cosmogonia (mundus).

A fotografia é de Rosano Mauro, a direção de produção de Carol Araújo e a música de Cristina Dignart. Tem a participação de Aline Figueiredo, Serafim Bertoloto, Ludmila Brandão, Adriana Milano e Julio César Carvalho.

Marithê Azevedo é Cineasta, roteirista. Prêmio Melhor documentário brasileiro no Festival Internacional do Cinema Feminino, Femina por Memórias Clandestinas, Prêmio melhor telefilme documentário no Festival de Cinema de Mato Grosso por As cores que habitamos. Doutora em Artes Cênicas e mestre em Cinema pela Universidade de São Paulo/USP.

Foi docente nos cursos de Cinema da USP e da FAAP/ SP. Concluiu o roteiro de ficção para longa metragem Religare, selecionado pelo Minc para desenvolvimento de roteiro e selecionado e premiado pelo Bolivia Lab; concluiu o documentário curto Uterus Mundus e o curta de ficção Entraves e em produção a série sobre Mulheres selecionado pelo PRODAV Tvs públicas 2018. Atuou com jurada do VIII TALLER DE GUION del XI BOLIVIA LAB.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet