Olhar Conceito

Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Notícias | Artes visuais

'Sempre Dalva'

Galeria virtual reúne 135 pinturas de Dalva de Barros; veja fotos

Foto: Reprodução

Galeria virtual reúne 135 pinturas de Dalva de Barros; veja fotos
Uma galeria virtual reúne 135 pinturas de Dalva de Barros. O projeto “Sempre Dalva” foi aprovado em um edital promovido pela Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT) e traz o acervo de inúmeros colecionadores. Para acessar a galeria na íntegra, acesse aqui.

Leia também:
Livraria Janina fecha as portas de unidade no Pantanal Shopping

A galeria virtual cobre seis décadas de produção ininterrupta. Mario Olimpio explica que a curadoria visou simplificar a apresentação das obras da artista cronologicamente. As obras da Dalva - destacou o produtor - permitem, falando em curadoria, inúmeras curadorias, apresentando inúmeros momentos, aspectos e matérias por ela trabalhados. A cronologia facilita ao público a compreensão da dimensão e riqueza da produção da artista.

Além das imagens das obras, todas fotografadas em alta resolução, a pessoa que visitar o site vai encontrar 85 arquivos em áudios gravados pela própria artista durante a sessão de curadoria e organização das imagens, falando das pinturas, do seu processo criativo e passagens da sua vida. Esses áudios receberam pouca edição e estão, também, reunidos num guia de podcast no site.

"A Dalva dispensa qualquer tipo de apresentação. Ela é uma pessoa e artista que chegou naquele momento em que é unanimidade. Não há quem questione a importância dela para a cultura mato-grossense. A gente poder mostrar um pouco desse trabalho, flexibilizando o acesso, democratizando, difundindo o patrimônio artístico e cultural, com a Dalva nos acompanhando, é muito prazeroso e um privilégio", afirmou Mario Olimpio.

Entre os colecionadores que contribuíram com o projeto está Diana Rotte Esgaib, que divide residência entre São Paulo e Cuiabá, onde foi proprietária de uma loja de decoração. Com 17 obras no acervo, foi a partir deste empreendimento que ela conseguiu manter contato com Dalva e outros artistas plásticos.

“Sou uma fã incondicional de Dalva e admiradora de todos os artistas mato-grossenses. Acompanhei essa rapaziada toda desde o começo de 1980, frequentava os ateliês, fiz amizade com todos dessa época, e a Dalva era muito especial para mim. Sou admiradora da Dalva e acho esse resgate das obras dela, esse projeto da Dalva, um trabalho maravilhoso. Fico feliz”, disse Diana Esgaib.

Já o empresário Ronald Rodrigues, que possui 12 obras, é admirador de Dalva de Barros há 34 anos, quando se estabeleceu na capital mato-grossense com a Casa das Molduras, na rua 24 de outubro. “A paixão pelas obras da Dalva começou ao receber suas pinturas para serem emolduradas. Isso me despertou sobre seu trabalho e a conheci no Ateliê Livre da UFMT. A partir de então fui adquirindo as obras dela”, conta.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet