Olhar Conceito

Terça-feira, 09 de agosto de 2022

Notícias | Diversão e Lazer

Bilheteria solidária

Festival Visibilidade Trans acontece no próximo sábado com apresentações musicais e brechó

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Festival Visibilidade Trans acontece no próximo sábado com apresentações musicais e brechó
O próximo sábado (29) é marcado pelo Dia Nacional de Visibilidade Transsexual e Travesti. Por conta da data, o Cine Teatro Cuiabá dará lugar ao Festival Visibilidade Trans, que chega a sua terceira edição celebrando as vidas e obras de pessoas transsexuais e travestis de Cuiabá. Nesta edição, é esperado apresentações musicais e um brechó.

Leia também:
Transfobia no “BBB”: é cansativo ter que se explicar sempre, diz artista de MT

““A continuidade de um evento desta magnitude é essencial para que nós, pessoas trans, possamos viver, trabalhar e estudar plenamente, direitos esses que nos foram retirados há séculos. Esta celebração é importantíssima para todas as pessoas trans que participam tanto como produtoras como espectadoras, e também para a própria população regional, que tem pouco acesso à educação libertadora, como diria Paulo Freire”, pontua Luisa Lamar, uma das produtoras e realizadora do evento.

Previsto para iniciar às 17h, o Festival será aberto com uma feira cultural no Foyer do Cine Teatro Cuiabá onde estarão à venda peças únicas de artistas trans mato-grossenses (quadros, escultóricos, acessórios, brechó).

Sol Ferreira, VIctor Diogo, Cristopher Chaves, Sophie Silva, Hend, Luisa Lamar, Lupita Amorim e Geo realizarão apresentações de música, dança e teatro no palco italiano, seguidos pela exibição do curta-metragem paulista “Perifericu” (Vita Pereira, Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda). O Festival ainda irá contar uma bilheteria solidária destinada à cena artista trans regional.
 


Mato Grosso, um dos estados que mais assassina trans

Segundo dados da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), em 2019 Mato Grosso foi o segundo estado a mais assassinar pessoas travestis e transexuais a cada 100 mil habitantes. O Brasil o país que mais mata esta população no mundo e acessa pornografia referente à pessoas transfemininas, sendo assim, o evento busca visibilizar esta realidade e celebrar a vida desta população.

A data existe porque em 2004 um grupo de pessoas trans e travestis foram a Brasília pela primeira vez em um ato organizado para lançar a campanha “Travesti e Respeito”. Desde então é comemorado o Dia Nacional de Visibilidade Transsexual e Travesti.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet