Olhar Conceito

Domingo, 26 de junho de 2022

Notícias | Política Cultural

Primeira fase de reformas

Orçada em R$ 1,1 milhão, nova Vila Cuiabana é entregue nesta quinta-feira; veja como era e como ficou

Foto: Rogério Florentino / Davi Valle

Orçada em R$ 1,1 milhão, nova Vila Cuiabana é entregue nesta quinta-feira; veja como era e como ficou
Orçada em R$ 1.151.791,16, a nova Vila Cuiabana será entregue nesta quinta-feira (30). O cenário, entregue em gestão anterior à de Emanuel Pinheiro, teve de ser reconstruído em razão de defeitos e utilização de material inadequado. Agora, a cenografia é composta por materiais de alvenaria, o que deve garantir uma estrutura definitiva e segura à população.

Leia também:
MC Carol anuncia show na capital mato-grossense em janeiro de 2022

A iniciativa englobou ações de reconstrução da cenografia do local, além da reforma dos banheiros e serviços de jardinagem e limpeza geral do ambiente. A intervenção da Vila Cuiabana se fez necessária, principalmente, por conta da insegurança que o local apresentava aos frequentadores, inclusive com risco de queda.

“A obra anterior foi mal feita, com produtos inapropriados, com madeira de compensado que, por conta de sua fragilidade, se deteriorou com o tempo. Entregue em 2016, a estrutura não permaneceu menos de um ano, tendo que ser refeita e com materiais de qualidade”, disse o diretor-presidente da Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos, Vanderlúcio Rodrigues.  

O projeto de revitalização do cenário, que representa os antigos casarões coloniais da Capital, foi determinado pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e coordenado pela Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb).

“Nossa população vai poder se orgulhar dessa estrutura que conta um pouco da história da nossa amada Cuiabá. Estamos preparando a entrega de uma Vila Cuiabana com qualidade e que, com as devidas manutenções, reforçando o potencial turístico e valorizando a cultura. O próximo passo será arrumar todo o calçamento da Orla”, declarou o prefeito.

Além da calçada, a parte interna ainda passará por reformas. Posteriormente, o espaço poderá ser ocupado por donos de bares e restaurantes, bem como expositores regionais.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet