Olhar Conceito

Terça-feira, 28 de junho de 2022

Notícias | Política Cultural

'Sobras'

Coletivo lança exposição que critica lixo gerado em Chapada por meio do corpo gordo

Foto: Reprodução/Divulgação

Coletivo lança exposição que critica lixo gerado em Chapada por meio do corpo gordo
O coletivo “Lute Como Uma Gorda”, da fotógrafa Ju Queiroz e da ativista gorda Malu Jimenez, lança a exposição virtual “Sobras”, na próxima quarta-feira (29). “Sobras” faz críticas ao lixo gerado em Chapada dos Guimarães (a 60 km de Cuiabá), por meio do corpo gordo nu. A exposição permanece no site www.juqueiroz.com até o dia 15 de fevereiro de 2022.

Leia também:
Ulisses e Ernani Calhao são homenageados como Mestres da Cultura nesta terça-feira

"Trazemos para cena o corpo gordo nu feminino e o lixo, ambos invisibilizados, evitados e odiados em sociedade, para levantar a discussão sobre o porquê escondemos, ignoramos e evitamos encarar nossas sobras", comentam Ju e Malu.

O Ensaio-manifesto Sobras busca dar visibilidade a grande quantidade de lixo gerado nos dias de maior movimento em Chapada dos Guimarães, e quão poluídos ficam os pontos turísticos. Para ilustrar esse impacto trazemos o corpo gordo nu compondo o elemento de força e resistência. Tanto o lixo, como o corpo gordo são elementos invisibilizados, pois representam o feio, o sujo e o podre culturalmente.

O projeto abraça três causas importantes: ambiental, feminista e antigordofobia, trazendo o olhar de Ju Queiroz e Malu Jimenez enquanto moradoras da cidade, que convivem diretamente com o impacto do turismo como um todo, e trazendo o objeto de estudos e militância da fotógrafa e da performer. 

A exposição fotográfica trará o impacto que é combinar numa composição, montanhas de lixo e o corpo gordo. Este que é invisibilizado e estigmatizado compondo com o lixo que tentamos tornar “invisível”, provocando nos olhares atentos do público uma reflexão sobre o porquê queremos esconder o que nos sobra, e quais as consequências dessas ações. 

Segundo o coletivo, a exposição ainda vai mostrar que precisamos ver o que tentam esconder, para tomar consciência do impacto que causamos no planeta e para as outras pessoas que estão à margem.

A exposição virtual conta com descrição de imagem, em texto alternativo (ALT), para garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência visual.

Lives

Para o lançamento do ensio, o coletivo realizou uma live na última terça-feira (21), com a participação de especialistas nas questões ambientais, discutindo o impacto dos lixões nas cidades e na vida daqueles que vivem desse meio.

Uma segunda live será realizada na próxima terça-feira (28), às 20h, no Instagram de Ju Queiroz. A transmissão contará com a presença da equipe do projeto, onde será abordado o tema da gordofobia e a experiência do coletivo ao fotografar no lixão.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet