Olhar Conceito

Terça-feira, 17 de maio de 2022

Notícias | Literatura

Edição Especial

Neila Barreto lança livro sobre famílias pioneiras de Cuiabá na Casa Barão de Melgaço

Foto: Reprodução

Neila Barreto lança livro sobre famílias pioneiras de Cuiabá na Casa Barão de Melgaço
A jornalista Neila Barreto lança, nesta segunda-feira, o livro “Gente que fez, gente que faz Cuiabá: inventário de famílias pioneiras cuiabanas (primeira versão)”, pela Entrelinhas Editora, na Casa Barão de Melgaço. O trabalho foi iniciado em agosto de 2017, com os primeiros resultados sendo apresentados em abril de 2019, durante as comemorações dos 300 anos de Cuiabá e a inauguração do Parque da Família, projeto idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro.

Leia também:
Réveillon em Chapada dos Guimarães tem dois dias de shows com Ara Ketu e Matheuzinho; veja programação

A edição especial em 352 páginas apresenta mais de 900 troncos familiares, sendo 49 entre bandeirantes e pioneiros nas Minas do Cuyabá e na fundação do arraial de Cuiabá; 93 troncos no Período Colonial (de 1700 a 1822); 191 troncos no Período Imperial (1822-1889) e 663 troncos familiares no Período Republicano (de 1889 aos dias atuais). Mas a relação de famílias e de cuiabanos registrados no livro é incontável. São milhares.

Na capa uma foto de Hid Alfredo Scaff, sua esposa Lucina, cuiabana até no sobrenome e outras pessoas da família. Pais do poeta e escritor Ivens Cuiabano Scaff, legítimo representante da chamada cuiabania. Hid foi uma importante personalidade dos tempos do comércio por via fluvial através dos rios Paraguai e Cuiabá e empresta o seu nome para o Museu do Rio, no Porto de Cuiabá.

A autora Neila Barreto contou que foram centenas as fontes bibliográficas e as contribuições das famílias cuiabanas no levantamento das informações. “Mesmo com sua publicação em 2019, nos 300 anos de Cuiabá, trata-se de uma primeira versão que espero ampliar e aprimorar nos próximos anos. No livro, as informações estão apresentadas por tronco familiar base, com o nome do pioneiro que chegou a Cuiabá, a anotação preferencial do ano de chegada da família tronco na cidade e a fonte da informação”, acrescenta a autora.

“Como uma homenagem as famílias cuiabanas e preocupado com as dificuldades em localizar documentação e bibliografia, por tratar-se de uma temática ainda pouco explorada pelos estudiosos, a autora não mediu esforços em levantar uma quantidade significativa de fontes que certamente apontam e abrem possibilidades para novas pesquisas”, ressaltou Emanuel Pinheiro.

Serviço

Lançamento do livro “Gente que fez, gente que faz Cuiabá”
Quando: 20 de dezembro, às 18h
Onde: Casa Barão de Melgaço

Com assessoria
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet