Olhar Conceito

Sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Notícias / Diversão e Lazer

Programação cultural

Beco do Candeeiro recebe grupo de samba e roda de conversa sobre ancestralidade afro-brasileira

Da Redação - José Lucas Salvani

28 Mai 2021 - 15:46

Foto: Reprodução

Beco do Candeeiro recebe grupo de samba e roda de conversa sobre ancestralidade afro-brasileira
Nesta sexta-feira (28), o Beco do Candeeiro recebe a apresentação musical do grupo Raízes do Samba e uma roda de conversa sobre ancestralidade afro-brasileira com o criador do projeto Cuiabá na Rota da Ancestralidade e coordenador do Museu da Imagem e do Som (MISC), Cristovão Luiz e demais convidados.

Leia também:
Monumento que homenageia Zulmira Canavarros, Guilhermina de Figueiredo e Luiza Calhao é inaugurado

A roda de conversa "O beco na rota da ancestralidade" tem como objetivo difundir o conhecimento histórico sobre o Beco do Candeeiro e História de Cuiabá, por meio de um bate papo informal com convidados que desenvolveram pesquisas, trabalhos e vivências sobre e na região.

Mediada por Gabriela Rangel, os convidados terão 40 minutos para apresentar o tema e depois será aberto para perguntas da plateia.  Estarão presentes no encontro o Prof. Ms. Suelme Fernandes, historiador do IHGMT: África e Cuiabá, conexões atlânticas, o coordenador do MISC e criador do projeto Cuiabá Rota da Ancestralidade, Cristóvão Luiz, o idealizador da Lavagem da Escadaria do Rosário: Memórias e histórias negras de Cuiabá, Alair Fernandes das Neves e o historiador Francisco C. da Rocha.

A iniciativa quer difundir conhecimento e aproximar a população dos espaços públicos, criando laços de pertencimento com a cidade em que vivem, descobrindo cada cantinho que compõe a identidade do que é ser cuiabano.

Além da roda de conversa e samba, o Beco também deve receber, sempre às quintas-feiras, às 19h, o espetáculo Luz Candeeiro, executada pelo grupo de siriri Flor do Campo, grupo Camerata e narração de Edmilson Maciel. As apresentações fazem parte do projeto Arte no Beco.

Biossegurança

Toda a programação no Beco do Candeeiro é realizada com entrada franca e limitada a 70 pessoas, respeitando as medidas de biossegurança em decorrência da pandemia da COVID-19, como distanciamento mínimo de 1,5 metros, uso obrigatório de máscara, medição de temperatura e disponibilização de álcool 70%. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet