Olhar Conceito

Quarta-feira, 04 de agosto de 2021

Notícias / Comportamento

NOVO LAR

Santuário em Chapada deve receber mais dois elefantes no final de abril

Da Redação - José Lucas Salvani

31 Mar 2021 - 10:25

Foto: Reprodução/Divulgação

Santuário em Chapada deve receber mais dois elefantes no final de abril
O Santuário dos Elefantes Brasil (SEB), em Chapada dos Guimarães (a 60 km de Cuiabá), deve receber mais dois elefantes, Pocha e Guillermina, no final de abril. Os animais estão atualmente na Argentina, onde irão passar por uma quarentena de 30 dias antes do transporte internacional ser realizado. O elefante Tammy, que também está na Argentina, está com uma campanha de arrecadação de verba para poder ser transferida em um futuro próximo.

Leia também:
Amigas criam projeto social que dá assistência a animais em situação de rua

Segundo o Ecco, da Uol, os preparativos para a vinda das duas elefantas começaram há cerca de dois meses em Mendoza, na Argentina. Ambos os animais estão sendo acompanhados por duas especialistas norte-americanas e, nesta semana, elas devem entrar em um período de isolamento. A medida é totalmente protocolar quando é realizado o transporte de um animal de um país para o outro.

Na última segunda-feira (29), as caixas de transporte chegaram na cidade argentina. “O recinto de Pocha e Guillermina foi modificado para permitir que as caixas fiquem fora do recinto enquanto os elefantes ainda tenham acesso a elas. Dessa forma, seu espaço já pequeno não ficará ainda menor com as caixas, mas se tornou um pouco maior. Como um bônus, de dentro das caixas, elas conseguem olhar para o mundo exterior”, explicou a entidade nas redes sociais.

No próximo mês, ambas as elefantes asiáticas serão treinadas para o transporte, visando que fiquem confortáveis. Os animais estão sendo ensinados a ficarem separados porque precisarão ficar em caminhões separados durante o trajeto entre Mendoza e Chapada dos Guimarães.

Pocha chegou na Argentina em 1968 e sua filha, Guilhermina, nasceu 30 anos depois. Ambas estão no Ecoparque de Mendoza junto de Tamy, um macho asiático de 50 anos que trabalhou em circos por cerca de uma década.

A vinda de Tamy só será possível após a construção de um recinto para machos asiáticos no SEB, o que irá contribuir para a chegada de outros animais de sua mesma espécie. A SEB visa a construção de um Centro Médico e três recintos para comportar três machos asiáticos. As obras ultrapassam R$ 1,7 milhão. Para doar, clique aqui.

Bambi

O último elefante a chegar no Santuário foi Bambi, em setembro de 2020. O anúncio de chegada foi feito por uma transmissão ao vivo no Facebook do Santuário dos Elefantes Brasil. No vídeo, é mostrado desde o momento que o compartimento de transporte é descarregado do caminhão com um guindaste até a soltura de Bambi.

O animal saiu de Ribeirão Preto e foi escoltado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a cada três horas foi feita uma parada. “Bambi comeu e descansou durante a noite passada. Seu comportamento é exatamente o que esperávamos de um elefante em seu primeiro dia de viagem. Estamos lhe dando todo o apoio e suporte necessários. Ela responde muito bem quando estamos junto a ela”, revelou a entidade.

Inicialmente, o animal não se adaptou bem ao compartimento de transporte. Segundo técnicos do Santuário e do zoológico municipal, Bambi apresentou resistência no momento em que a porta do compartimento especial foi fechada. O animal precisou ficar contido no local durante todo o trajeto de 1.270 quilômetros. Para o percurso, a caixa será colocada por um guindaste sobre um caminhão.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet