Olhar Conceito

Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Notícias / Diversão e Lazer

INÉDITO

Grupo de comediantes de Cuiabá estreia show de stand-up comedy no Cine Teatro; conheça

Da Redação - José Lucas Salvani

30 Jan 2021 - 14:05

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Grupo de comediantes de Cuiabá estreia show de stand-up comedy no Cine Teatro; conheça
Carol Nava, Vini Amorim, Jackson Valéro e Luis Mel se juntam para sua primeira apresentação de stand-up comedy como um grupo no Cine Teatro Cuiabá, no próximo dia 5 de fevereiro, às 20h. O espetáculo "Quase Um Grupo Inteiro" teve suas vendas iniciadas nesta sexta-feira (29).

Leia mais:
Cantora aponta que o discurso dos movimentos LGBTQIA+ não dialoga com gordos e pretos da periferia

Vini, Carol, Luiz e Jackson se apresentavam na Hooligans, uma barbearia em Cuiabá próximo a rodoviária municipal, antes da junção do grupo. “Aqui na Hooligans a gente sempre está dando oportunidades para nossos comediantes. Foi assim que fui conhecendo cada um deles”, explica Vini ao Olhar Conceito.

Luiz já se apresentava no local antes de Vini conhecer Carol, por recomendação de outros comediantes, e Jackson, por recomendação da própria Carol.

Jackson e Carol se conheceram em um curso do ator André D’Lucca, em fevereiro de 2019, no qual a apresentação final dos dois foi um show de stand-up. Ao perceber o potencial de Jackson, Carol o chamou para o Hooligans. Jackson foi até o local, mas sem pretensão de se apresentar. Entretanto, no dia em questão, uma quinta-feira, como ele conta, foi pego de surpresa por Vini, que o chamou para se apresentar.

Vini sempre quis criar um grupo de stand-up e viu nos outros três o que estava procurando para que a ideia fosse firmada, principalmente para tentar fortalecer a cena de comédia em Mato Grosso. O show no Cine Teatro Cuiabá, inclusive, é encarado por eles como o grande pontapé para o stand-up local, visto a visibilidade que uma apresentação deste porte pode trazer para os profissionais da área.

“Em 2018, vi que precisava de mais comediantes para movimentar a cena. Vi com o André, da Hooligans, e ele disse ‘cara, faz aqui’. Então abrimos o espaço para fazer com comediantes. Foi crescendo porque o pessoal ficou sabendo [que existia]. [Mas] o que é a Hooligans? É um lugar onde a gente testa. Se for para comparar, um Naitan de São Paulo, onde os comediantes vão para testar o material, já que stand-up não é improvisação”, conta.

Até que o grupo fosse unificado, os quatro percorreram caminhos completamente diferentes. Carol, a única mulher do grupo, conta que o humor sempre esteve presente em sua família. Quando terminou sua faculdade de engenharia de produção, ficou perdida sobre o que iria fazer, já que havia engravidado durante o curso e estava com poucas esperanças de encontrar um emprego sendo mãe.

Ela procurou se reencontrar e fez até mesmo aula de dança de ventre com uma amiga. Em uma dessas aulas, viu o flyer de um curso do Eduardo Butakka e decidiu fazê-lo. Ela se encontrou no stand-up justamente neste curso e, como diz, tem aceitado se apresentar em todos os locais possíveis.

Já Luiz conta que sempre foi o mais engraçado da turma. O consumo de stand-up começou pela internet e não demorou muito para que pudesse conferir ao vivo um show. As apresentações que pôde conferir, de Tiago Ventura e Fábio Rabin, foram justamente as que Vini abriu. Já naquela época mesmo, ele disse que iria começar o projeto de stand-up na Hooligans, o convidando.

Jackson sempre foi muito bem humorado, mas sempre encarou tudo como hobbie. Quando conheceu o stand-up, percebeu que esta seria a melhor oportunidade para contar sobre o que aconteceu com ele. Em 2002, Jackson sofreu um grave acidente de moto, que se chocou com uma carreta, na Salgadeira, em Mato Grosso. Na época, ele chegou a estar frente a frente com a morte, mas sobreviveu. 

Sua história, na verdade, já foi contada em um livro, “Quando a Vida Faz Uma Curva”, mas com o stand-up percebeu que poderia contar sua história de uma forma totalmente diferente. Advogado da área da aviação, ele encara também como um escape para sua vida “mais séria”, “quebrando essa suposta seriedade que a gente tem que ter na vida com o escracho no stand-up”, explica.

Vini também tem a tendência de olhar o "lado ruim da coisa" e transformar em comédia, assim como Jackson. Em 2016, criou um canal no YouTube e começou a ganhar muitas visualizações. Naquele mesmo ano, ele se inscreveu em um curso de stand-up - na época, não sabia muito bem o que era - e encaminhou um dos seus vídeos com mais acessos. No fim, ele ficou em segundo lugar, perdendo para uma pessoa que estava no ramo há cerca de cinco anos.

O comediante já abriu diversos shows de artistas nacionais que fizeram passagem aqui em Cuiabá, mas agora ele está focado no grupo e em articular para que a cena em Mato Grosso cresça. “Abrir um espaço no Cine Teatro para a cena stand-up crescer ainda mais. Estamos querendo, se tudo der certo, ter stand-up lá todo mês. Ter stand-up aqui na Hooligans semanalmente. Levar para o interior”, conta.

O quarteto se apresenta no Cine Teatro Cuiabá no dia 5 de fevereiro com “Quase Um Grupo Inteiro”, às 20h. Os ingressos, vendidos por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), podem ser adquiridos no Sympla. O evento irá tomar todas as medidas necessárias de biossegurança contra o novo coronavírus.

Serviço

"Quase Um Grupo Inteiro"
Onde: Cine Teatro Cuiabá
Quando: 5 de Fevereiro, às 20h
Ingressos: aqui.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet