Olhar Conceito

Terça-feira, 15 de junho de 2021

Notícias / Saúde e Beleza

Aprendeu sozinha

Cuiabana abre salão especializado em tranças: “o cabelo é 100% voltado para a autoestima”

Da Redação - José Lucas Salvani

20 Jan 2021 - 11:30

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Cuiabana abre salão especializado em tranças: “o cabelo é 100% voltado para a autoestima”
Moradora do Altos da Glória, a cuiabana Thamyres Silva de Brito, de 26 anos, abriu um salão especializado em tranças na segunda semana de janeiro. Ela é trancista há três anos e começou fazendo para si, quando estava passando por um processo de transição capilar - período em que a pessoa deixa de usar química no cabelo, fazendo com que ele cresça naturalmente sem influência de qualquer procedimento estético. Para ela, “o cabelo é 100% voltado para a autoestima”.

Leia mais:
Cuiabana se junta com namorado e cria baldes para transformar restos de alimentos em adubo

“O cabelo é 100% voltado para a autoestima da mulher. Na transição, ela ainda tem aquela parte das duas texturas, do cabelo liso e cacheado/crespo, que afeta muito. (...) Nada fica bom. Prende de um jeito ou passa uma chapinha. Nada fica bom e aquilo destrói [a autoestima]. Para a mulher, se o cabelo não estiver bom, nada está bom para ela. As tranças entram nessa parte”, conta ao Olhar Conceito.
 

Thamyres começou a trabalhar com tranças há cerca de três anos, quando estava passando pela transição. Na época, ela procurou por profissionais, mas recebeu um atendimento rude. A frustração fez com que ela optasse procurar por tutoriais no YouTube e começasse a aprender sozinha.

O resultado foi satisfatório ao ponto de que pessoas passaram a falar para ela investir em uma carreira de trancista. Na época, ela fazia tranças para conhecidos e, em determinado momento, uma comadre passou a publicar fotos de seus trabalhos nas redes sociais. Com isso, cada vez mais pessoas passaram a ficar interessadas, porém Thamyres só resolveu apostar na nova carreira quando ficou desempregada.



Ao perceber o interesse, ela passou a estudar mais sobre o assunto e técnicas. “Passei a estudar sobre os tipos de cabelo e sobre as consequências das tranças. Então abri uma página. De cara, no primeiro mês, já consegui mil seguidores. Estudei mais sobre o empreendedorismo e pensei em entrar nesse ramo”.

Thamyres pegou paixão por fazer tranças e o seu negócio começou a fluir de forma que lhe desse um bom retorno financeiro, porém a jornada precisou ser interrompida. Ela era usuária de drogas e passou por uma overdose em julho de 2019, o que resultou em uma internação voluntária em uma clínica de reabilitação, onde ficou sete meses. O episódio foi deixado para trás, mas Thamyres confessa que poderia estar em uma situação melhor caso nada daquilo tivesse acontecido.



“Era o auge da minha carreira. Estava com a agenda super lotada. (...) Eu só postei no Status [do WhatsApp] avisando para quem fez agendamento antecipado que minha mãe entraria em contato para fazer o reembolso e disse ‘até em breve’. Sumi. Minhas clientes ficaram desesperadas”, explica. “Parece que foi preciso eu voltar 10 casas para eu poder alavancar. Já era para eu ter meu espaço, muita coisa e eu consegui esse ano. Em dezembro trabalhei bastante. A procura foi muito grande. O número de clientes aumentou 100%”.

Em janeiro, ela se mudou para um local próprio para fazer seu trabalho. Antes ela atendia suas clientes em casa, mas agora oferece atendimento em um salão, que fica localizado no bairro Morada da Serra, na Avenida Pernambuco, nº 923. O local ainda está passando por reformas, mas Thamyres já segue realizando os atendimentos lá. Para agendar horário, basta entrar em contato com (65) 99205-5373 ou pelo Instagram.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet