Olhar Conceito

Sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Notícias / Turismo

ESTAVAM NO PERU

“De um dia para o outro, a cidade morreu”, conta casal que pediu demissão para viajar por 106 países e viu sonho interrompido

Da Redação - José Lucas Salvani

04 Jan 2021 - 10:00

Foto: Reprodução

“De um dia para o outro, a cidade morreu”, conta casal que pediu demissão para viajar por 106 países e viu sonho interrompido
Daniela e Thiago Kussano, de 34 e 36 anos, ficaram famosos ao pedirem demissão de seus respectivos empregos para viajar por 106 países em fevereiro de 2020. Na época, os casos suspeitos e confirmados de covid-19 ao redor do mundo estavam aumentando e logo no mês seguinte, quando estavam em Cusco, no Peru, viram o sonho sendo interrompido: “de um dia para o outro, a cidade morreu”, contou Daniela.

Leia mais:
Em viagem pelo mundo, budista chinês percorre Avenida Miguel Sutil se ajoelhando e rezando a cada três passos

Ainda em março daquele ano, Daniela havia relatado ao Olhar Conceito que ela e o marido não estavam com medo em relação ao covid-19: “não estamos preocupados porque os lugares de risco estão um pouco afastados da gente. Estamos indo na direção contrária”, explicou. Cerca de duas semanas depois, o Peru decretou o fechamento das fronteiras. 

Quando o decreto foi determinado no país, o casal estava junto da mãe e irmã de Thiago. Os familiares foram conhecer Machu Picchu e todos acreditaram que tudo ficaria bem ao longo de quinze dias, mas precisaram voltar cerca de uma semana depois para o Brasil. Tudo estava fechado e ela conta que as medidas no Peru estavam bem restritas, com apenas uma pessoa sendo autorizada para sair de casa e fazer compras.

“Foi bastante rígido no Peru a quarentena. As pessoas não podiam sair de casa. Precisa ter uma justificativa para sair e só uma pessoa podia fazer isso, sair para fazer compras. (...) Para a gente, foi um baque muito grande. De um dia para o outro a cidade morreu, mas voltamos repatriados, uma semana depois”, conta ao Olhar Conceito.

Daniela voltou ao Brasil contrariada porque, na época, acreditava que tudo seria normalizado após algumas semanas. Quando chegaram, o planejamento ainda estava de pé, sempre pensando na possibilidade de viajar no mês seguinte, mas a situação não melhorou e o casal, que se conheceu em Cuiabá e mora atualmente em Campo Grande (MS), precisou se adaptar ao momento que vivem.

A dupla está fazendo viagens mais curtas ao redor do Brasil, com o objetivo de conhecer lugares regionais que ainda não haviam visitado, como o interior de Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro, e é possível acompanhá-las aqui. Além desses passeios, Daniela voltou a trabalhar, mas não com oncologia e sim com de tábuas de frios, um "negócio de quarentena", como classifica.

106 países em dois anos

Daniela e Thiago  deixaram seus respectivos cargos em janeiro de 2020 para dar início à viagem por 106 países ao longo de cerca de dois anos. A viagem começou no dia 4 de janeiro, em Ushuaia, na Argentina, mas conseguiram conhecer apenas outros três países: Chile, Bolívia e Peru. “É irrisório. O plano era para dois anos e não completamos nem exatamente dois meses”, afirma.

Na época, Daniela explicou ao Olhar Conceito que o sonho de viajar pelo mundo era antigo e desde quando o casal se conheceu a possibilidade era cogitada. Não demorou muito para que o desejo se tornasse realidade. A dupla planejou a viagem durante oito meses e decidiram fazê-la antes de ter um filho, o que dificultaria o processo.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet