Olhar Conceito

Notícias / Comportamento

Santuário de Chapada receberá três elefantas africanas nos próximos seis meses

Da Redação - Isabela Mercuri

05 Jul 2020 - 10:33

Foto: Tomas Francisco Cuesta

Kuky está com a roda e Pupy à frente

Kuky está com a roda e Pupy à frente

Três elefantas africanas, Kuky, Pupy e Kenya, serão transferidas para o Santuário de Elefantes de Chapada dos Guimarães ainda neste ano, e se juntarão às atuais residentes, que são asiáticas. Por serem de espécies diferentes, no entanto, será necessária a construção de um habitat separado para elas.

Leia também:
Santuário em Chapada dos Guimarães recebe mais uma elefanta nesta semana 

Segundo informações do Santuário, duas das elefantas, Kuky e Pupy, vivem atualmente em Buenos Aires, na Argentina. Na última quarta-feira (1) a cidade assinou um decreto oficial sobre a transferência delas.
 
As duas chegaram ao parque em Buenos Aires em 1993. “Estamos muito contentes em poder trabalhar com a equipe de Buenos Aires, novamente, e aguardamos ansiosamente as duas adoráveis meninas”, afirmam os responsáveis.
 
Ainda será necessário completar a fase inicial do habitat das africanas. Kenya será a primeira a vir, do Ecoparque de Mendoza. Kuky e Pupy devem chegar a Chapada em no mínimo seis meses.

Santuário

Localizado no distrito de Rio da Casca, município de Chapada dos Guimarães, a 110 km de Cuiabá, capital de Mato Grosso, o Santuário tem área de 1,1 mil hectares. A vegetação é típica de Cerrado.

Sua implantação e funcionamento contam com apoio de duas instituições internacionais dedicadas a elefantes. A Global Sanctuary for Elephants (GSE) dá suporte à implantação de santuários e treinamento para tratadores. A ElephantVoices pesquisa comportamento de elefantes na natureza.

Toda a manutenção do projeto vem de doações e a colaboração pode ser feita de diversas maneiras e com qualquer valor. Para ajudar, acesse o LINK.

Outras habitantes

Maia e Guida foram as duas primeiras elefantas residentes do Santuário de Elefantes Brasil (SEB), que chegaram em 2016. Em junho de 2019, no entanto Guida faleceu.
 
 A terceira a chegar foi Rana, que desde 2012 vivia em um hotel fazenda próximo a Aracaju, em Sergipe, mas já viajou por todo o mundo com o circo. A chilena Ramba desembarcou em Chapada no último dia 18 de outubro e, em novembro de 2019, foi a vez de Lady, vinda de João Pessoa.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Líbero Badaró
    07 Jul 2020 às 16:21

    É inacreditável que o governo do estado e o IBAMA não tomaram providencias visando acabar com esse absurdo Santuário de Elefantes de Chapada dos Guimarães. Seria aceitável e louvável se estes ongueiros estivessem captando recursos para enviar esses elefantes para um dos centenas de santuários existentes no habitat desses belos e sofridos animais, Ásia ou África. E tem mais um detalhe : algum técnico, Veterinário ou biólogo já assinou algum parecer atestando que essa espécie não vai disseminar doenças em nossos rebanhos ou até mesmo potencializar as moléstias já existentes ou extintas ? Alguém, com autoridade para tal, pode responder ?

  • a santos
    07 Jul 2020 às 13:18

    É bom saber que há organismos recuperando e dando um mínimo de direito à vida a animais em vias de extinção. O ser humano sempre foi um exímio caçador e causador dos maiores danos à natureza, seja flora ou fauna. E que sejam mantidos por Ongs que buscam recursos com aqueles que têm consciência e responsabilidades em ajudar a manter. Se for pensar só em segurança, saúde e educação ao ser humano, somadas aos desejos de conforto total, não sobrará nem uma só borboleta neste mundo onde a ganância consciente ou inconsciente das pessoas não têm limites. Parabéns aos santuários.

  • Douclairt Vielmont
    07 Jul 2020 às 12:45

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Manequinho
    07 Jul 2020 às 11:30

    Por que só fêmeas. E os machos vão pra onde.

  • Douclairt Vielmont
    07 Jul 2020 às 11:09

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Aretana Arruda Campos
    07 Jul 2020 às 10:29

    e nós pagadores de impostos pagando para enriquecer ongueiros.

  • TEDA
    07 Jul 2020 às 08:27

    OS deputador deveriam fazer uma lei pra trazer todos os elefantes em perigo, de todos os países, como o próprio nome diz é um SANTUÁRIO acolher quem precisa, e nossos animais nativos podem deixar pra la

Redes Sociais

Sitevip Internet