Olhar Conceito

Terça-feira, 04 de agosto de 2020

Notícias / Cinema

Coletivo MT Queer lança minissérie sobre homofobia no ambiente de trabalho

Da Redação - Isabela Mercuri

02 Jul 2020 - 10:28

Foto: Divulgação

Coletivo MT Queer lança minissérie sobre homofobia no ambiente de trabalho
O coletivo audiovisual mato-grossense MT Queer lançou, no último mês de junho, a minissérie “O amor vence”. Contando a história do casal Bernardo e Samuel, a obra  aborda a homofobia no ambiente de trabalho, e foi gravada seguindo todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Leia também:
Curtas sobre funk cuiabano, artes plásticas, experimental e mais integram programação da semana
 
O roteiro e a direção ficaram por conta de Elton Martins, e os três episódios já estão disponíveis no canal do coletivo no Youtube. De acordo com o grupo, a série mostra Bernardo e Samuel saindo da pacata cidade de Ribeirãozinho e indo em busca de seus sonhos em Cuiabá.
 
Bernardo é recém formado em administração e consegue sua primeira chance para gerir uma empresa, já Samuel sonha em ser ator e busca sua chance na MT Escola de Teatro.
 
“O curta traz à tona a realidade da homofobia no ambiente de trabalho, além de mostrar a omissão dos gestores e chefes. Também dá uma lição de empatia e encorajamento na busca pelos seus direitos, afinal, homofobia é crime”, explica Elton.
 
Os episódios foram gravados mesmo em meio à pandemia de coronavírus e, segundo o grupo, todos os cuidados foram tomados. A preparação dos atores e o check list, por exemplo, foram realizados online, por meio de videoconferência, e as máscaras e o álcool gel fizeram parte de  toda produção.

"Não foi nada fácil tomar essa decisão,  mas após três meses parado entendi que era hora de voltar,  pois o que estamos vivendo é  histórico e precisamos nos posicionar", ressaltou Elton.

No elenco de "O Amor Vence" estão: Wanderson de Paula; Jef Rosa; Michelle Cândido; Beatriz Gabrielly; Sidnei Santana; Kelton Duarte; Luana Gomes; Eloá Pimenta; Hiago Conrado; Denner Leris; Danielle Fernanda; Avinner Augusto e Edy Lima.
 
MT Queer
 
Com mais de 700 mil visualizações e 7 mil inscritos no canal, o MT Queer lançou dois trabalhos no primeiro semestre de 2020. O objetivo é lançar um curta metragem por mês até o final do ano, visando bater 1 milhão de acessos e 15 mil inscritos no canal.

"Somos o maior canal LGBTQIA+ produtor de conteúdo do estado, estamos no caminho certo, já somamos hoje mais de 720 mil visualizações no canal do YouTube e mais de 7 mil inscritos.  A ideia é  conseguir ser referência no Brasil no segmento LGBTQIA+, um dia chegaremos lá", afirm o diretor.

Assista à minissérie:

O Amor Vence - Minissérie Gay - Episódio 01 https://youtu.be/HPaijDTj82k  



O Amor Vence - Minissérie Gay - Episódio 02 

;

O Amor Vence - Minissérie Gay - Episódio Final 

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Winchester 44
    04 Jul 2020 às 09:30

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Larissa
    03 Jul 2020 às 07:49

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ARCO IRIS
    02 Jul 2020 às 19:26

    Ameiiiii, por mais ações como está... mais amor menos ódio. Vida longa ao MT Queer

  • fulano
    02 Jul 2020 às 14:26

    Parabéns, muito bom lembrar aos desavisados que ofensa a existência de alguém disfarçada de opinião é crime.

  • Zé Conceição
    02 Jul 2020 às 14:12

    Até ia comentar algo mas o comentário do JOSE NILDO já resume bem a ideia

  • San
    02 Jul 2020 às 14:01

    Amor "estranho" amor

  • Márcio
    02 Jul 2020 às 13:48

    A vida privada interessa a cada um. Agora, querem impor e incentivar, principalmente as crianças, a adotarem essa conduta. Somos uma sociedade, majoritariamente, cristã e tal prática, segundo as escrituras, é a demonstração da rejeição do próprio Deus pelos homens.

  • Zeca
    02 Jul 2020 às 12:55

    Misericórdia, misericórdia

  • JOSE NILDO
    02 Jul 2020 às 11:25

    KKKKKK

Redes Sociais

Sitevip Internet