Olhar Conceito

Quinta-feira, 09 de abril de 2020

Notícias / Saúde e Beleza

Cantora será primeira trans não-binária no Miss Plus Size Diversidade

Da Redação - Fabiana Mendes

28 Fev 2020 - 17:25

Foto: Reprodução

Cantora será primeira trans não-binária no Miss Plus Size Diversidade
Criadora do projeto ‘Música Gorda’, militante contra a gordofobia, o racismo e a homofobia, Hend Santana representará Cuiabá na etapa estadual do Miss Mato Grosso Plus Size Diversidade, no dia 18 de abril, no Hotel Fazenda Mato Grosso. A mato-grossense, que também é atriz, será a primeira trans não-binária a participar do concurso anteriormente chamado de Miss Plus Size Gay. A mudança de nome se dá para englobar toda a comunidade LGBTI+.

Leia mais:
Dores da hérnia de disco diminuem em 15 dias com pilates, diz especialista em coluna

O concurso idealizado por Caio Bandeira e Murilo Lorenzoni terá cerca de 10 candidatos (as) em cada categoria. Os vencedores devem competir na etapa nacional prevista para ocorrer em Curitiba, no Paraná. "É importante para trabalhar a autoestima, pois eu sou tudo aquilo que a sociedade abomina. Além disso, estou em um grupo de risco, aquele que mais morre no País. A participação é muito importante, é uma forma de atuação política", contou a cantora ao Olhar Conceito.
 
Hend, que possui 25 anos, começou a ganhar visibilidade através de suas apresentações e canções carregadas de teatralidade, discurso forte e muita técnica. Dona de um timbre muito particular e uma grande voz, a cantora tem em seu repertório referencias de blues, jazz, soul e funky dentro de uma linguagem pop e atual.


 
Não-binários são as identidades de gênero de pessoas trans, transgêneras e/ou transexuais que  não são exclusivamente, totalmente e sempre femininos e também não são exclusivamente, totalmente e sempre masculinos.
 
"Desde criança nunca me identifiquei totalmente com meu gênero, lembro me de brincar com meu irmão mais velho de Sandy e Junior, e, eu sempre era a Sandy com uma toalha na cabeça pra simular um cabelo. Então depois acabei me entendendo como um garoto gay na adolescência por ainda não compreender a disforia de gênero, e, também ter que lidar com outros estigmas como ser gorda e ser preta", conta.
 
"Aos 21 anos comecei a reivindicar meu lado feminino na minha arte, mas sentia falta disso no meu dia a dia. Acabei pesquisando e aprendendo sobre o que era a Disforia de Gênero e descobri diversas formas de gênero, desde então acredito que hoje me identifico como trans não-binária e me sinto muito mais completa sendo chamada no feminino. É como me sinto bem agora, pode ser definitivo ou não. Algumas pessoas questionam a minha transição 'tardia', mas é bastante complexo você ser gorda, preta e mulher trans, já que a pressão estética e a gordofobia atingem muito mais esses grupos", salienta.
 
 

24 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gonçalo Poconé
    04 Mar 2020 às 13:30

    Uquê quié êsse tia? Esse treco de não binário dá ou come ? Aqui no Poconé tem mega-sena, quina, jogo do bicho, mas esse não binário nunca vi ainda.

  • luiz
    02 Mar 2020 às 10:40

    É realmente triste. Todos os comentários são sobre o sexo, a opção de gênero de outra pessoa e não sobre sua conquista, a auto aceitação e promoção de HEND é a de milhares. Aqui nos comentários tem até religioso que menciona Jesus, aquele que deu a pedra pra atirarem na prostituta- o que se achasse sem pecado. O que mais tem aqui é gente perfeita cuidando do ânus alheio. Acreditem, não ha nada de errado em uma pessoa querer escolher seu próprio gênero e sexo. Por favor respeitem. Voces atrasam tanto quanto outros atrasaram a igualdade dos negros, a igualdade das mulheres nos direitos, no dia a dia e na historia da humanidade.Rezem sim, mas por favor orem honestamente com voces mesmo. Controlem seus demônios. Toda essa punição inventada nas suas cabeças não tem nada com as palavras de Jesus, religião ou amor ao próximo. Uma criança rindo kkkk do diferente é até perdoável, uma pessoa ignorante que foi mal-educada pra aceitar e respeitar as conquistas alheias - ok, devem ser compreendidas como NAO SABEM O QUE FAZEM, mas aqui tem muita ruindade, muita gente querendo fazer maldade apenas por prazer, ironia. Acreditem, isso vira contra voces mesmo. Veja-se, seja honesto/a com voce. Cuide de suas conquistas e tente se limpar, lave suas palavras com um pouco de respeito ao próximo. Con

  • Bananilda
    02 Mar 2020 às 08:56

    Volta Rogéria!.... Roberta Close, cadê você?

  • da Gurizada CMC
    02 Mar 2020 às 08:36

    Adorooooooooooo. Sou anão da orelha de abano! CMC!

  • Alisson
    01 Mar 2020 às 11:15

    Não adianta esse discurso todo se a artista deixa que assessores parlamentares de deputados bolsonaristas usem sua imagem para dizerem que defendem as coisas de Mato Grosso. Na hora de ganhar voto, até bolsonarista usa a imagem das pessoas trans.... Se é pra ser crítica, tem ser coerentemente crítica.

  • wagner santos
    01 Mar 2020 às 00:21

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Tostines vende mais pq é fresquinho ou é fresquinho pq vende mais
    29 Fev 2020 às 23:20

    "Não-binários são as identidades de gênero de pessoas trans, transgêneras e/ou transexuais que não são exclusivamente, totalmente e sempre femininos e também não são exclusivamente, totalmente e sempre masculinos", ou seja, e pessoa simplesmente não sabe o que é, o que quer, e nem por onde sente saudade. Resumidamente nada.

  • curimbatá ´BIÓLOGO
    29 Fev 2020 às 21:50

    NA BIOLOGIA É HOMEM OU MULHER. SEXO MASCULINO OU FEMININO. GÊNERO NÃO TEM FUNDAMENTO CIENTÍFICO? PASMEM. MAS NÃO TEM.

  • Alfredo
    29 Fev 2020 às 17:39

    O chupa cabra perde

  • Misael do Porto
    29 Fev 2020 às 10:19

    Vamos orar e jejuar. Perdoa nos Deus.

Redes Sociais

Sitevip Internet