Olhar Conceito

Sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Notícias / Arquitetura, décor e design

Patrimônio histórico, Grande Hotel será revitalizado ao custo de R$ 4 milhões

Da Redação - Fabiana Mendes

27 Fev 2020 - 17:05

Foto: João Felipe - Secel

Patrimônio histórico, Grande Hotel será revitalizado ao custo de R$ 4 milhões
Considerado patrimônio histórico e cultural de Mato Grosso, o Grande Hotel, na avenida Getúlio Vargas, atrás da Catedral de Cuiabá, será revitalizado pela empresa TMF Construções e Serviços Eireli vencedora da licitação da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). O prédio será restaurado para abrigar o Centro de Referência da Economia Criativa de Mato Grosso. Ao todo, serão investidos R$ 4 milhões na obra, com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Leia mais:
Força-tarefa seleciona voluntários para o CVV e oferece curso

O resultado final do processo foi publicado nesta quinta-feira (27) no Diário Oficial da União e do Estado de Mato Grosso. O critério de escolha foi o de menor preço. Os próximos trâmites agora serão a assinatura de contrato e posterior emissão da ordem de serviço pela Secel. Após esses encaminhamentos, a empresa começa a obra e terá um prazo de 18 meses para entregar o prédio revitalizado.

“Esta é uma ação muito esperada pelo poder público e pela sociedade. Vamos resgatar o Grande Hotel, um importante patrimônio histórico e cultural de Cuiabá, que será fundamental para viabilizarmos as ações voltadas ao desenvolvimento da economia criativa no nosso Estado”, destaca o secretário Allan Kardec Benitez.

A obra será executada no conceito de Retrofit, que tem a proposta de revitalizar edifícios antigos, envolvendo um processo de modernização e readequação dos espaços, mas preservando a arquitetura original. Também prevê a adequação dos prédios às necessidades atuais de uso, possibilitando o uso da tecnologia e a acessibilidade, por exemplo, oferecendo melhores condições de uso e conforto para a população.

De acordo com o coordenador de Patrimônio Cultural da Secel, Robinson Araújo, uma das mudanças visíveis para a população será a cor do prédio, que deixará de ser cinza. “Vamos buscar a cor original, por meio de uma técnica que identifica as camadas de tinta até encontrar o tom da primeira pintura”. 

Além disso, haverá restauração do piso, esquadrias, banheiros, cobertura, construção de elevador, novos sistemas de iluminação, elétrica, telefonia e tecnologia da informação, entre outros. “Todas as intervenções no Grande Hotel deverão buscar atender às novas demandas funcionais, mas garantindo a preservação das características arquitetônicas, estilísticas e ambientais do edifício”, explica Robinson.
Vale lembrar que, apesar da obra ser feita por uma empresa contratada, a execução será orientada, acompanhada e fiscalizada por técnicos da Superintendência de Patrimônio Histórico e Cultural da Secel.

O projeto

O Centro de Referência de Economia Criativa será um espaço dedicado à inovação, consultorias, capacitação, network, eventos, desenvolvimento e geração de novos empreendimentos, emprego e renda no mundo das artes, negócios digitais e criações funcionais.

O prédio será formado por espaços com ambientes flexíveis e dinâmicos, que atenderão todos os segmentos da economia criativa, definidos no Programa Mato Grosso Criativo. A ideia é que o espaço seja um local de trabalho, capacitação e convivência conectando empreendedores de segmentos distintos.

Os espaços de convivência vão desde loja e café cultural até espaços de multiuso para exposições, performances, shows, saraus, sessões de filmes, palestras e oficinas. Para além de espaços de lazer e interação, o Grande Hotel da Criatividade contará salas de aula, laboratório de informática, salas de reuniões, salas de consultoria, biblioteca, coworking, design de jóias, modelagem e moda, coworking startups, ateliês livres para criação, estúdios de fotografia, de vídeo e de áudio, ilhas de edição, além de programação mensal de incubação de negócios, oficinas, palestras e cursos.

(Com assessoria de imprensa)

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet