Olhar Conceito

Segunda-feira, 09 de dezembro de 2019

Notícias / Dr. Elson Adorno - Cirurgia Plástica

Cirurgião plástico explica como é possível alcançar o rejuvenescimento das pálpebras

Dr. Elson Adorno

03 Dez 2019 - 17:48

Foto: Getty Images

Cirurgião plástico explica como é possível alcançar o rejuvenescimento das pálpebras
O ‘Peri-orbital’, área ao redor dos olhos, é uma das primeiras áreas da face a exibir os sinais da idade. Excesso de pele e bolsas nas pálpebras provocam um aspecto cansado, envelhecido e podem comprometer o campo visual. Essas alterações podem ser corrigidas através da cirurgia indicada para esse caso, que é a cirurgia palpebral, também conhecida como blefaroplastia.

Leia também:
Médico explica como aumentar a segurança e diminuir os riscos de trombose pós cirurgia plástica
 
A blefaroplastia geralmente é realizada sob anestesia local e sedação.
 
Em conjunto a cirurgia indicamos diversos tratamentos para auxiliar no melhor resultado como Laser de CO2, Carboxiterapia e até mesmo Ultraformer (USG Microfocado) nesta região. Sabemos que o tratamento combinado tem melhores resultados que a cirurgia isolada.
 
Após a cirurgia blefaroplastia, é esperado um certo grau de inchaço e hematoma nas pálpebras. É indicado o uso de compressa gelada e elevação da cabeceira da cama para ajudar a minimizar estes sinais, além do uso de óculos escuro por 7 dias. As suturas geralmente são removidas entre cinco e sete dias após a cirurgia.
 
Se você está pensando como a blefaroplastia poderia ajudar a melhorar a sua aparência, você precisa saber como a cirurgia palpebral é realizada e o que esperar deste procedimento.
 
Procure um Cirurgião Plástico cadastrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

*Elson Adorno é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e em Cirurgia Plástica pelo MEC, preceptor do Programa de Residência Médica De Cirurgia Plástica do Hospital de Base de Rondônia, docente do curso de medicina do UNIVAG, diretor e coordenador do curso Advanced Trauma Life Support-ATLS, Núcleo Campo Grande/Cuiabá; instrutor do curso Pré Hospital Trauma Life Support, Núcleo Campo Grande; instrutor do curso Disaster Management and Emergency Preparedness Course- DMEP, Núcleo USP/HC-São Paulo e Instrutor do Curso Nacional de Normatização de Atendimento ao Queimado-CNNAQ. (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Jão cuiabano
    03 Dez 2019 às 18:01

    a minha muié devia fazer isso dai.... os zóio dela parece manga quando cai no chão vote

Redes Sociais

Sitevip Internet