Olhar Conceito

Domingo, 15 de dezembro de 2019

Notícias / Cinema

Mostra de cinema que premiou documentário sobre Mata Cavalo começa nesta quinta-feira

da Redação - Isabela Mercuri

14 Nov 2019 - 17:00

Foto: Gustavo Louzada/Instituto Marlin Azul

Mostra de cinema que premiou documentário sobre Mata Cavalo começa nesta quinta-feira
A etapa de Cuiabá da Mostra Sesc de Cinema começa nesta quinta-feira (14) e segue até o dia 24 de novembro, com diversas produções nacionais. O evento foi lançado no Rio de Janeiro, e premiou o documentário sobre o “Quilombo Mata Cavalo” como vencedor. Em Rondonópolis, os filmes são exibidos deste a última terça-feira (12) até o dia 13 de dezembro.

Leia também:
Coletivo queer de Mato Grosso é selecionado para mostra de cinema do Pará
 
De acordo com a assessoria, o destaque é para filmes brasileiros e a proposta é incentivar a difusão da produção audiovisual do país. Dentre as obras exibidas estão, por exemplo, "Entre Parentes", um documentário que tem apelo para a maior mobilização indígena durante a 14ª edição do Acampamento Terra Livre, no final de abril de 2017, relendo o cenário com um olhar mais atento as reivindicações da população indígena.
 
O vencedor, ‘Quilombo Mata Cavalo’, por sua vez, debate o cotidiano das comunidades tradicionais, evidenciando a cultura, conhecimento e suas realidades. "O filme retrata um pouco da história do nosso povo negro, do nosso quilombo. É muito importante como base para documentários futuros. Infelizmente, os mais velhos estão indo embora e até hoje não houve a legalização das terras quilombolas", destaca o roteirista, produtor e direitos da obra, Jurandir Amaral.

Em Paraty, onde a mostra foi lançada, foram exibidos 42 filmes, vindos das cinco regiões do país. Após o evento de lançamento, o Sesc leva a Mostra para todos os estados, que vão realizar, além dos panoramas Brasil e Infanto-Juvenil, Mostras Estaduais com o objetivo de exibir e discutir a produção local.
 
De acordo com a assessoria, o maior diferencial da Mostra Sesc de Cinema é garantir a exibição de obras produzidas nas cinco regiões brasileiras, contribuindo para a descentralização do acesso, hoje restrito às capitais. Serão mais de 100 cidades em todo o Brasil, exibindo filmes, realizando debates e oficinas, entre 11 de novembro e 15 de dezembro.
 
Veja os premiados:


Encenação:
"Ilha", de Ary Rosa e Glenda Nicáio (BA)
Júri Popular:
"Orin, Música Para os Orixás", de Henrique Duarte (BA)
Sequência:
"Parque Oeste", de Fabiana Assis (GO)
Elenco:
"Mateus", de Déa Ferraz (PE)
Cinema Arquivo:
"A Praga do Cinema Brasileiro", de William Alves (DF)
Menção Honrosa - Pela excelência técnica em animação:
"Almofada de Penas", de Joseph Specker Nys (SC)
Prêmio surpresa, cedido à Jurandir Amaral, diretor de "Quilombo Mata Cavalo" (MT).

Mais informações em:
http://www.sescmatogrosso.com.br/

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Zeca
    18 Nov 2019 às 09:14

    O único Quilombo que permaneceu em Mato Grosso que permaneceu ativo até a abolição da escravatura, foi o de Mata Cavalo. Os demais nenhum, só especulação e meio de vida para receberem a auxílio-quilombola.

  • mariana gouveia
    15 Nov 2019 às 09:31

    No dia 24 será exibido um documentário que eu faço parte. Chamando os Ventos - Cartografia dos assobios Convido todos de Cuiabá e região para assistir.

Redes Sociais

Sitevip Internet