Olhar Conceito

Sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Notícias / Gastronomia

Lanchonete de sudaneses muda de endereço e passa a oferecer banquete árabe e ‘buffet livre’

Da Redação - Isabela Mercuri

18 Mai 2019 - 15:02

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Lanchonete de sudaneses muda de endereço e passa a oferecer banquete árabe e ‘buffet livre’
A lanchonete ‘Mobi’, que completa dois anos de sua inauguração em 2019, mudou-se há cerca de um mês para novo endereço, na área central da cidade. Em um espaço maior, os donos, Limia Ali e Motaz Mobara passam a oferecer, agora, banquete árabe e almoço com buffet livre no primeiro sábado do mês (a partir de junho).

Limia (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Leia também:
Casal sudanês abre lanchonete árabe em Cuiabá em homenagem a filho que morreu de câncer

Limia e Motaz nasceram no Sudão, evivem em Cuiabá há sete anos, e não pretendem ir embora. Depois de perderem o filho Mobarak, que faleceu em decorrência de um câncer aos doze anos, em abril de 2016, eles decidiram ficar na capital mato-grossense, e abriram uma lanchonete árabe em homenagem a ele. “Tem um pedaço nosso que está aqui, não podemos sair”.

O novo restaurante fica próximo à esquina da Avenida Marechal Deodoro com a Isaac Póvoas, e é bem maior do que o antigo, contando, inclusive, com um amplo estacionamento. Agora, os clientes podem optar até mesmo por sentar-se no chão, em almofadas, como se faz em restaurantes em alguns países árabes. Em breve, segundo Limia, a intenção é ampliar ainda mais, instalando uma tenda árabe no quintal da casa.

O cardápio também ficou maior. Além dos doces tradicionais, kibes e esfihas, agora também são servidos pratos, como a kafta na bandeja (assada no forno com batata e tomate, batata frita, molho de tomate ou tahine e dois pães árabes – R$42, serve duas pessoas), o machawi de carneiro (espeto grande com homus, fatouch e pão árabe), kibe cru, shawarma, falafel e mais. O banquete árabe, que custa R$69 e serve de duas a três pessoas, inclui kibe cru, falafel, homus, babaganoush, coalhada seca, tabule e fatouch.

A partir do próximo mês, no primeiro sábado haverá também um almoço com buffet livre. “No buffet a gente vai trazer pratos novos, diferentes; como o mansaf, um arroz árabem a tajine marroquina, comida com verduras e carne, e outro prato com legumes recheados, muito feito no Egito e Sudão”, conta Limia. Este almoço terá o preço de R$65 por pessoa.

Segundo a sudanesa, apesar de cada país da Arábia ter sua forma de preparar os alimentos, ela conhece muitas receitas. “Eu morei dez anos na Líbia, que é um país onde tem muita gente, porque é um país de Petróleo. Tem gente de Marrocos, Tunísia, Sudão... e a gente fez amizade, e começou a trocar, fazer a comida, e aprendi tudo”, lembra.

Doces árabes (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Nas bebidas, além das tradicionais, o Mobi oferece café árabe – preparado com cardamomo – e o chá árabe. Este é feito com diversas especiarias, que ficam ‘fermentando’ de um dia para o outro, até que a bebida esteja a um grau anterior do álcool – já que os muçulmanos não consomem bebidas alcoólicas.

Suco árabe (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

O restaurante e lanchonete funciona de segunda a sábado, das 10h às 22h. O estacionamento é gratuito, e a entrada fica ao lado, já mais próximo à Isaac Póvoas.

Serviço

Mobi – Comida Árabe
Endereço: Av. Marechal Deodoro, 1985 – Centro Sul
Próximo à esquina com a Isaac Póvoas
Estacionamento gratuito
FAN PAGE

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet