Olhar Conceito

Terça-feira, 22 de setembro de 2020

Notícias / Cuiabá 300 anos

Apaixonado por som automotivo, ‘Netinho Competition’ se torna evangélico e diminui eventos pelo país

Da Redação - Isabela Mercuri

13 Out 2018 - 10:45

Foto: Arquivo

Apaixonado por som automotivo, ‘Netinho Competition’ se torna evangélico e diminui eventos pelo país
Netinho Competition. Se você é cuiabano, com certeza já ouviu este nome, acompanhado do volume do CD. Mas sabe quem é ele? Chamado Samuel Redes Neto, é cacerense e tem 51 anos de idade, e foi quem criou as maiores competições de som automotivo pelo Brasil.



Leia também:
Filho de garimpeira, ex-engraxate e vendedor de coxinhas: conheça a história do ‘Gato Louco’

“É uma longa história. Sempre fui amante do som automotivo, e isso foi crescendo, tomando dimensão, e de hobby passou a ser profissão”, confessa. Netinho era bancário, mas sempre gostou e foi curioso em relação aos sons de carro, algo que, nos anos 80, ainda era novidade.

Segundo ele, o som automotivo é o som que se projeta dentro de um carro. “E na época eu projetei isso. Se propagou uma coisa muito boa, porque antigamente o pessoal alugava trio elétrico pra fazer carreata e divulgação de shows e eventos. Nessa época eu montei o som se tornou uma nova referência de divulgação”.

As divulgações ainda eram uma segunda atividade, e com o tempo Netinho aumentou os ‘paredões’, até que foi convidado pela revista nacional Som & Carro para realizar competições de som automotivo em São Paulo. Em 1996, Samuel se tornou ‘Netinho Competition’.

“Em São Paulo tinha a competição de som interno, e eu lancei o som externo no carro, e criei as categorias de dois auto falantes, de quatro auto falantes... e lancei meu nome no Brasil. Lancei o primeiro CD, com o DJ Gilberto, e na época ainda era fita k7”, conta.

No total, foram 27 volumes de CDs lançados, mais os especiais, que eram feitos para cada evento em cidades diferentes. “Quando sentamos pra fazer um alinhamento dessas músicas, quisemos fazer um CD pra região de Cuiabá e Várzea Grande. Meu primeiro CD foi gravado em parceria com Nico e Lau, e ganhou muita força em todo o Brasil. Então passei a ser contratado pra realizar eventos. E a mídia do netinho fortaleceu muito pelo CD”.

Os primeiros volumes tinham em média 22 músicas, todas de dance internacional e nacional. Quando surgiu o MP3, Netinho passou a fazer mais edições especiais, com 90 músicas divididas em pastas. “Hoje tem uma pasta de dance, uma de eletro house, outra de funk, outra de pancadão. A gente faz várias pastas num CD só pra abranger cada gosto”.

Nenhum dos CDs de Netinho foi comercializado. Todos foram criados para ser brindes em seus eventos, que começaram a se multiplicar. Além das competições de som automotivo, ele criou o evento ‘Som e Autogiro’ e o ‘Stock Show’, que traz encontro de motoclube, performance de drift de carros e motos, som automotivo, dentre outros, que realiza até hoje.

Em parceria com o filho, o ‘DJ Kids’, ele também faz festas por todo o Brasil. “O som é tocado pela van. A gente tem um jogo de luz completo, como se fosse uma boate dentro de um clube. A van que sonoriza todo o evento”, explica. Geralmente, eles viajam para uma cidade, fazem a balada no sábado à noite, e a festa de som automotivo no domingo. Enquanto seu filho toca, Netinho Competition fica com a parte de locução e aferição do som dos carros.

No auge, o cacerense chegou a fazer 60 eventos por ano. De alguns anos para cá, no entanto, diminuiu drasticamente. “De seis anos pra cá sou evangélico, então venho diminuindo. Minha agenda era muito extensa, eu fazia em média de 60 eventos por ano. Hoje em dia faço 10, 12, e Deus tem suprido muito mais. E vamos ver até onde vai”, finaliza.

Serviço

Netinho Competition
Próximo evento: Stock Car Cuiabá – Maio / 2019
SITE

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet