Olhar Conceito

Sábado, 28 de novembro de 2020

Notícias / Colunas

Cirurgião plástico fala sobre o uso de botox para evitar o suor excessivo nas axilas

Dr. Elson Adorno

09 Mar 2018 - 11:02

Foto: Reprodução / Ilustração

Cirurgião plástico fala sobre o uso de botox para evitar o suor excessivo nas axilas
Muitas pessoas por aí carregam consigo um problema em comum, que acaba não sendo comentado por vergonha ou muitos outros motivos: o suor excessivo nas axilas. Causando mal cheiro e constrangimento por causa das marcas nas roupas, o suor é totalmente indesejado por todos. Mas como resolver o problema? 

Leia também:
Novo colunista do Olhar Conceito, Elson Adorno fala sobre vibrolipoaspiração

Dr Elson Adorno (Membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) explica:



O tratamento pode ser feito no consultório mesmo, sem exigir grandes intervenções como anestesia ou internação. Pode ser usado um anestésico tópico no local para a aplicação de toxina botulínica. Em 20 pontos, aproximadamente, a substância é aplicada para inibir a ação do nervo que manda os sinais de que a glândula sudorípara deve produzir o suor. 

O desconforto do procedimento é mínimo, pois é usado uma agulha bastante fina. Porém nós sabemos que o botox não é permanente. Portanto, o procedimento, apesar de eficaz, é temporário, durando aproximadamente seis meses, segundo Adorno. “Depois de seis meses, passa o efeito do botox, o suor volta e, se a pessoa quiser manter o resultado, deve repetir a aplicação”.

O procedimento somente é indicado para quem realmente tem problema com suor excessivo e que incomoda no convívio social.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet