Olhar Conceito

Domingo, 28 de novembro de 2021

Notícias / Artesanato

chucky artesão

Artesão de 23 anos utiliza madeira reciclada para criar peças de até R$30 mil em Cuiabá

Da Redação - Isabela Mercuri

16 Jan 2017 - 10:30

Foto: Arquivo Pessoal

Chucky (no espelho) e sua obra

Chucky (no espelho) e sua obra

Edilson Soares Moises tem 23 anos e nasceu em Rondônia, mas há três vive em Cuiabá e é mais conhecido como “Chucky Artesão”. Profissionalmente, o rapaz trabalha com madeira desde 2014, mas as habilidades artesanais nasceram muito antes.

Leia mais:
Influenciado pela esposa, paranaense investe em sabonetes artesanais e faz sucesso há 5 anos em Cuiabá

“É um dom que tenho desde criança. Nascido em cidade do interior, eu pegava madeiras nas marcenarias próximas de casa para construir meus brinquedos. Desde criança sempre fui muito criativo”, contou ao Olhar Conceito.

Hoje a criatividade se transformou em profissão, e Chucky assinou, por exemplo, a decoração da Festa Piquenique, que aconteceu nos dias 24 de setembro e 10 de dezembro de 2016 em Cuiabá.




Chucky fez estrutura da Festa Piquenique (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Para montar seus produtos, o artesão utiliza todo tipo de madeira. “Todas as madeiras que encontrar na cidade onde vou desenvolver os trabalhos, desde madeira de demolição até restos de madeiras de obras, pallets, caixas de verdura, todo tipo de madeira reciclada”, explica.

Esta matéria prima se transforma em decoração para paredes, pisos, balcões, bancos, até pequenas lembranças como aviões ou chaveiros. “Não tenho nenhum produto especifico que produzo em escala. Cada trabalho desenvolvido por mim tem seu objetivo e sua identidade, ou seja, nenhum é igual ao outro”, afirma Chucky. Exatamente por este motivo, seus trabalhos podem custar de R$100 a R$30 mil.

“Assim como cada trabalho é diferente um do outro, o preço é da mesma forma. Cada trabalho varia de acordo com o tempo gasto, metros quadrados e material consumido. O preço é retirado da média desses três”.

Chucky explica, ainda, que cada trabalho é discutido com o cliente antes de ser iniciado e, por isso, não há surpresas ruins. “Meu trabalho é oferecido hoje no mercado como arte, como solução, como criação. Então os clientes que me acompanham pelas redes sociais ou por indicações me procuram, e então discutimos as necessidades e condições, fazemos acordos, e só então damos início à execução do trabalho”.

O trabalho de Chucky pode ser encontrado por sua FAN PAGE. Mais informações também pelo telefone (65) 99961-6654.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet