Olhar Conceito

Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Colunas

Marido na Cozinha fala sobre obesidade infantil

Arquivo Pessoal

Depois de 2 meses de férias da coluna hora de voltar certo?

Estamos com um bebê recém-nascido em casa que mama a cada 2h... UFA!

O tema de hoje tem muito haver com esse momento que estamos passando, o de criar um filho e prepará-lo para o mundo.

A OBESIDADE INFANTIL atinge 1 em cada 3 crianças no Brasil. (FONTE: IBGE)

Esse dado me deixou assustado!!!

A obesidade infantil configura-se como o excesso de peso em bebês e crianças de até 12 anos de idade quando o peso ultrapassa 15% do peso médio determinado para a idade.

Muitas vezes a obesidade infantil não é percebida pelos pais e cuidadores, já que muitos acham que é "bonitinho" uma criança fofinha.



Em geral a obesidade é causada por hábitos alimentares nocivos, e também pode ser causada por problemas genéticos e falta de atividade física (gasto calórico).

Quando há obesos na família a chance é ainda maior da criança desenvolver a obesidade também.

Você sabia?

-> Quando pai e mãe são obesos a chance da criança se tornar obesa é de 80%.
-> Quando apenas um dos pais é obeso a chance já cai pra 40%, mas ainda é um percentual altíssimo, concordam?
Dados da pesquisa: Stunkard 1985, Fisberg et al, 2004

Já assistiu o documentário Muito Além do Peso? Falamos sobre ele no blog Marido Na Cozinha, assista
AQUI 

Os principais fatores ambientais responsáveis pelo aumento da obesidade infantil são:
1. Consumo desenfreado de açúcares
2. Consumo excessivo de produtos industrializados
3. Baixa ingestão de alimentos ricos em fibras e nutrientes
4. Se alimentar vendo TV
5. Aumento do sedentarismo
6. Falta de rotina na alimentação
7. Oferta de grandes porções (a cada vez) de alimento à criança
8. Estímulo do consumo excessivo
9. Muitos pais que têm pouco tempo para os filhos optam por fornecer aos filhos os alimentos que eles querem como forma de compensação pela ausência
(Associação Brasileira para Estudos da Obesidade - ABESO)

A obesidade infantil aumenta o risco da criança desenvolver os seguintes problemas de saúde:

1. Pressão alta
2. Diabetes
3. Dificuldades respiratórias
4. Distúrbios do sono
5. Colesterol alto
6. Problemas no fígado

Crianças obesas têm 40% mais chance de sofrer um infarto quando estiverem mais velhas.

Você pode auxiliar os seus filhos criando hábitos saudáveis desde bebê, que com certeza refletirá em sua alimentação futura.

A recomendação é que crianças só experimentem açúcar a partir de 2 anos, uma vez que o consumo excessivo de açúcar é hoje comparado ao problema de erradicação da fome mundial, de acordo com o documentário Muito Além do Peso.

De acordo com a OMS:

-> 48% dos bebês obesos tornam-se crianças obesas
-> 40% das crianças obesas tornam-se adultos obesos

De acordo com o Chef de cozinha Jamie Oliver: "estamos vivendo uma epidemia global de obesidade: 42 milhões de crianças menores de 5 anos em todo o mundo estão acima do peso ou obesas. O resultado é que a próxima geração vai viver menos que os seus pais se não fizermos nada para mudar essas estatísticas terríveis."

O Chef está pressionando os governos dos países do G20 a garantirem o direito à educação alimentar para que as escolas ensinem praticas saudáveis às crianças e, você também pode colaborar, assinando a petição: www.change.org/JamieOliverBrasil

Criamos o projeto NUTRI KIDS - Infância saudável, que busca ofertar orientação de qualidade pra montagem de lancheiras saudáveis, pra saber mais sobre o projeto clique
AQUI.

Procure comer em casa com a maior frequência possível.

Para conferir várias receitas acesse o
SITE e se você não sabe cozinhar mas quer aprender, fale comigo: (65) 9937-2077, temos cursos pra você e para sua funcionária do lar, na medida da sua necessidade.

Acompanhe-me no Instagram:
@TolentinoNeto e @MaridoNaCozinha


Comentários no Facebook

Sitevip Internet