Olhar Conceito

Quinta-feira, 21 de março de 2019

Notícias / Comportamento

CVV realiza novo curso e busca voluntários que queiram 'ouvir sem julgamentos'

Da Redação - Isabela Mercuri

11 Mar 2019 - 14:13

Foto: Reprodução

CVV realiza novo curso e busca voluntários que queiram 'ouvir sem julgamentos'
Como acontece anualmente no mês de março – seu mês de aniversário - o Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza, a partir do próximo dia 24 de março, um novo curso para formação de voluntários.  No total, serão realizados doze encontros, sempre aos domingos, na sede da instituição, que fica na Rua Comandante Costa, 296, Centro. As inscrições poderão ser feitas pelo e-mail: cuiaba@cvv.org.br ou no dia, pessoalmente.

Leia também:
Amigos realizam campanha de arrecadação para ajudar em tratamento de André D'Lucca

“Convidamos a todos os interessados em desenvolver uma atividade voluntária, a nos conhecer melhor”, comenta Leila Herédia, voluntária e porta-voz do CVV. “Alguns voluntários estão há mais de 30 anos no CVV e temos observado um aumento expressivo na presença de jovens com menos de 25 anos nos cursos para novos voluntários. Somos uma opção de voluntariado para qualquer idade, gênero, profissão ou classe social, o que nos enriquece e fortalece como instituição.”
 
O CVV é uma instituição civil sem fins lucrativos que oferece apoio emocional e prevenção do suicídio gratuitamente em todo o território nacional há 57 anos. Desde sua fundação, a entidade é movida exclusivamente por voluntários devidamente selecionados e preparados para o atendimento.
 
Nos últimos anos, a organização alcançou um crescimento exponencial, sendo que em 2018 aumentou o quadro de voluntários em 50%, chegando a 3.000 pessoas, inaugurou 27 postos de atendimento, chegando a 104 endereços e levou o atendimento sem custo de ligação (telefone 188) a todo o território nacional. Como principal resultado, foram realizados 3 milhões de atendimentos no ano, seja por telefone, chat ou e-mail.
 
“Algumas pessoas perguntam porque somos voluntários para ouvir os problemas de desconhecidos”, comenta Leila Herédia, voluntária e porta-voz do CVV. “Talvez a grande questão seja o modo como fazemos isso: com atenção nos sentimentos dessa pessoa, sem críticas, pré-conceitos, aconselhamentos ou menosprezando a dor que a maltrata”, explica.
 
Para se tornar voluntário do CVV não é necessário formação específica, “oferecemos apoio emocional, e não atendimento psicológico ou psiquiátrico”, comenta Leila. Basta ter pelo menos 18 anos de idade, tempo disponível para os plantões semanais e estar disposto a acolher pessoas desconhecidas de maneira sigilosa.
 
A entidade é independente, sem vínculos políticos, religiosos, com a iniciativa privada ou outras instituições. Possui um convênio com o Ministério da Saúde para operação do telefone 188 sem comprometer sua independência de atuação.
 
Sobre o CVV
 
O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os cerca de 3 milhões de atendimentos anuais são realizados por 3.000 voluntários em 104 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação),  ou pelo www.cvv.org.br via chat ou e-mail. A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, cursos e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio – GASS (https://www.cvv.org.br/cvv-comunidade/).
 
Sobre o suicídio

 
O suicídio é um problema de saúde pública que mata pelo menos um brasileiro a cada 45 minutos, mais do que a Aids e muitos tipos de câncer, porém pode ser prevenido em 9 de cada 10 casos. O movimento Setembro Amarelo, mês mundial de prevenção do suicídio, iniciado em 2015, visa sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão – www.setembroamarelo.org.br

*Dados do Ministério da Saúde

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Vinicius Tenuta
    11 Mar 2019 às 19:17

    Vivemos numa sociedade capitalista. Só trabalho por dinheiro. Nada de voluntariado.

  • Parabéns CVV!!!
    11 Mar 2019 às 15:15

    Trabalho magnífico, que faz muita diferença na sociedade. O simples fato de haver um lugar onde você pode ser ouvido(a) sem julgamentos e se sentir acolhido(a) torna especial o voluntariado do CVV. Pelo que percebo, o intuito do trabalho é principalmente acolher emcionamente as pessoas, considerando que atualmente a maioria das pessoas não apresentam disposição em escutar seus próximos sem ficar julgando, uma instituição como esta é fundamental e precisa manter o bom funcionamento.

Redes Sociais

Sitevip Internet