Olhar Conceito

Quinta-feira, 21 de março de 2019

Notícias / Política Cultural

Rádio Assembleia é reinaugurada em espaço próprio, maior e retoma programação

Da Redação - Isabela Mercuri

30 Jan 2019 - 11:57

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Rádio Assembleia é reinaugurada em espaço próprio, maior e retoma programação
A Rádio Assembleia (89,5 FM) foi reinaugurada em um espaço próprio e maior na manhã desta quarta-feira (30), ainda dentro da Assembleia Legislativa. O evento contou com a presença do presidente Eduardo Botelho (DEM) e demais autoridades da casa. Com dois estúdios (um para gravação e um ao vivo) e uma redação, a rádio tem sinal que alcança mais de um milhão de pessoas, em todo o Vale do Rio Cuiabá.

Originalmente, a Rádio foi inaugurada em junho de 2015, ainda sob a administração da 18ª gestão, que deixa o parlamento nesta quinta-feira (31). Segundo Botelho, sua existência auxilia no projeto de transparência da Assembleia.

Leia também:
Rádio Assembleia chega ao segundo aniversário e celebra consolidação da valorização da cultura mato-grossense

“Hoje nós somos a Assembleia mais transparente do Brasil. Dentro da Assembleia, hoje, não existe nada que está por baixo do tapete. Tudo o que fazemos dentro da Assembleia é transparente, nossas licitações são compartilhadas com o Ministério Público, e são transmitidas ao vivo a todos que quiserem assistir. Tudo o que temos de contrato está no Portal Transparência, todas as pessoas nomeadas na Assembleia estão lá também. Nós implantamos aqui a catraca eletrônica pra controlar a entrada e saída, estamos implantando junto com o TRE um sistema com o qual as pessoas que visitam a assembleia vão poder opinar e, inclusive, apresentar projeto popular. (...) São inovações que estamos fazendo dentro da Assembleia, com a ajuda de todos os deputados e funcionários. E acho que a Rádio vem contribuir e muito pra esse trabalho nosso”, afirmou, durante uma primeira entrevista na nova sede.



Para Jaime Neto, gerente da Rádio Assembleia, o dia de inauguração foi um dia de festa e um marco para a emissora. “Uma emissora jovem, [que] tem três anos e meio, e uma emissora que tem construído bons programas, uma boa programação. Ela foi a primeira emissora do Brasil a integrar a Rede Legislativa. Quando aqui fizemos a nossa grade de programação, nós não tínhamos nenhuma experiência de nenhuma outra emissora de legislativo, tudo começou aqui. Então as próximas que estão vindo, nessa Rede Legislativa, muitas ligam aqui pra saber como a gente faz”, afirmou.

O gerente lembrou também do trabalho do ex-secretário de Comunicação de Cuiabá, Clenon Alves Borges, que era superintendente da Rádio. “Nesses últimos quatro meses, em função dessa reforma da Rádio, nós ficamos muito juntos. No recesso não teve um dia que nós não viemos aqui (...) esse é um momento alegre, e ao mesmo tempo triste, porque o Clenom estaria aqui com certeza do nosso lado, mas infelizmente são coisas que só Deus explica, de ele não estar aqui. Mas a gente retribui a gratidão ao Clenom de coração por tudo o que ele fez, e que a gente possa caminhar com essa nova emissora de rádio”. Botelho afirmou, ainda, que a rádio levará o nome de Clenom, em sua homenagem.

Rosimeire Felfili, secretária de comunicação da Assembleia, agradeceu à equipe que trabalhou pela reinauguração. “Minha palavra de hoje é só gratidão. Quero agradecer primeiramente a Deus, e quero agradecer a nossa mesa diretora, na pessoa do presidente Eduardo Botelho, pela confiança e pela missão dada pra mim, uma pessoa que não era do meio – agora eu sou, com certeza. É uma missão cumprida e um sonho realizado”. Ela ainda entregou uma mensão honrosa ao secretário Francisco Xavier.

Por fim, Botelho lembrou da importância do rádio para a comunicação, antes de assinar um termo – já assinado pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia – garantindo o sinal FM. “A radio ainda é, e eu acho que vai continuar a ser por muito tempo, o veículo de comunicação de massa. Não tem outro. A televisão é, mas a radio ainda alcança todos os lugares em todas as horas. (...) Então essa rádio vai levar a notícia do parlamento, vai levar o trabalho dos deputados, mas também vai levar entretenimento, música, jornalismo, vai ter uma programação agradável para a população”.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Lisandro Peixoto Filho
    31 Jan 2019 às 11:46

    Poder Legislativo não necessita de meio de comunicação próprios a propagar o que faz. Sim executar sua função principal que representante do povo e fiscal perante o Executivo. Hoje o Legislativo administra Teatro, Creche, Canal de TV, e agora Rádio, prova que repasse de verbas públicas oriundas de arrecadação de tributos excedem o custeio. Se necessitado possuir meios de comunicação a propagar o que faz, indica ser desacreditado pelo povo. Portanto um desperdício de verbas públicas, pois o Rei está nu perante a visão popular. Necessitamos sim de segurança, de boas escolas, de saneamento básico, de transporte de qualidade, de boas e seguras estradas, de tratamento médico e acomodações humanitários, e de respeito.

  • Marcola
    31 Jan 2019 às 08:20

    Corretíssimo Chacal! Uma vergonha numa crise dessas assembleia legislativa se dar ao luxo de ter radio e tv. Totalmente desnecessário

  • Isabel Romangliano
    31 Jan 2019 às 06:50

    É muito difícil um pais como o nosso evoluir com uma classe politica nesse nível.

  • freud explicah
    30 Jan 2019 às 18:01

    O Bruno Pini é o mais lindoo de Todxs ai da Rádio AL!!!!

  • Chacal
    30 Jan 2019 às 14:44

    Completamente desnecessária, dinheiro jogado no lixo, audiência zero.

Redes Sociais

Sitevip Internet